Paddington, o urso que virou símbolo das homenagens a Elizabeth II

Para dar o último adeus a Elizabeth II, Sarah Fowles foi ao Palácio de Buckingham com flores... e um bicho de pelúcia. Com seu chapéu vermelho e casaco azul, o urso Paddington está onipresente em meio a milhares de buquês.

Todos ainda se lembram do vídeo da rainha tomando chá com o adorável e desajeitado urso por conta das festividades do Jubileu de Platina, os 70 anos de reinado celebrados em junho no Reino Unido.

"Foi a última vez que vimos a rainha em um evento público", confirma Julie Williams, de 63 anos, que viajou quatro horas de trem saindo de Manchester para prestar homenagem à soberana falecida. "Foi esse tipo de coisas que criou um vínculo entre ela e as pessoas", Williams reafirma.

No vídeo, a rainha de 96 anos aparecia tomando chá com Paddington e admitindo, com um sorriso malicioso, que levava um sanduíche de geleia em sua bolsa inseparável, assim como o urso leva debaixo do chapéu.

Em seguida, batiam em suas xícaras de chá com uma colherinha no ritmo da percussão de "We Will Rock You", da banda Queen, ao vivo em frente ao Palácio de Buckingham.

O vídeo se tornou viral e ficou na memória coletiva como um dos poucos momentos divertidos de um jubileu com tom de despedida.

"Esse vídeo era genial. Mostrava seu senso de humor, que ela sabia como se conectar com as pessoas, com as crianças, nesse caso", explica Sarah Fowles, que espera deixar seu Paddington no portão do palácio.

"E Paddington é apenas uma instituição para os britânicos", acrescenta a mulher. Antes de ser protagonista de um filme, foi um personagem importante na literatura infantil desde a década de 1950.

- Corgis e Cavalos -

No meio do mar de flores, as crianças colocavam seus desenhos do famoso urso. Em uma delas, Elizabeth II aparece de costas lhe dando a mão, com esta mensagem emotiva: "Eu cumpri meu dever, Paddington. Por favor, leve-me para perto do meu marido".

Em outra ilustração, o urso aparece em frente ao Big Ben junto da rainha. Outro desenho mostra Paddington debaixo de um arco-íris, acompanhado de uma mensagem com caligrafia infantil, que diz: "Sempre sentiremos saudades dela".

"É tão adorável", diz uma londrina, apontando para um urso, acompanhado de um desenho. "Não consigo me acostumar", murmura com tristeza seu marido, apoiado em uma bengala.

A Royal Parks, autoridade que gerencia os parques reais, pediu nesta segunda-feira (12) que não depositem mais pelúcias ou balões. A empresa também pediu que os buquês de flores não sejam embrulhados em plástico, para facilitar a compostagem.

Paddington não está sozinho no meio de tantas flores.

Desenhos e animais de pelúcia da raça corgis, os cães favoritos da rainha, o acompanham. "Ela fará falta", escreveu uma criança dentro de um coração com adesivos de corgi.

Os cavalos também estavam presentes, já que todos conhecem a paixão da rainha pela equitação.

Outras mensagens são mais pessoais: "Todos os anos a senhora esteve no centro de nossas conversas de Natal. De que cor será o vestido do seu discurso? (...) Agora, teremos que adivinhar qual será a gravata do rei Charles III!".

Logo após o anúncio da morte da rainha, que será enterrada no dia 19 de setembro, Paddington disse, por meio de sua conta oficial no Twitter: "Obrigado senhora, por tudo", repetindo uma réplica do vídeo que agora se tornou um símbolo de adeus a Elizabeth II.

ctx-str/tjc/ms/mvv