Padilha diz que governo Lula será de diálogo com todos e vai recuperar respeito à institucionalidade

Presidente Lula e ministro Padilha em Brasília

BRASÍLIA (Reuters) - O novo ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, disse nesta segunda-feira que sua pasta tem a responsabilidade de recuperar o respeito à institucionalidade.

A declaração faz um contraponto ao comportamento do ex-presidente Jair Bolsonaro, que procurou em vários momentos de sua gestão o embate institucional, especialmente com a cúpula do Poder Judiciário.

Em cerimônia de posse no Palácio do Planalto, Padilha destacou que o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva é um governo de diálogo, garantindo que os partidos de oposição serão tratados com civilidade e democracia.

Segundo Padilha, em seu ministério está proibido insultar ou agredir qualquer agente público.

Ele aproveitou a cerimônia também para agradecer o papel do Congresso ao aprovar a chamada PEC da Transição, que permitiu, entre outras coisas, o pagamento do Bolsa Família no valor de 600 reais.

O novo ministro confirmou ainda que será recriado o Conselhão, que se chamará agora Conselho de Desenvolvimento Econômico Social e Sustentável.

(Reportagem de Lisandra Paraguassu)