Padilha e Gleisi veem ataque orquestrado à democracia em invasões a prédios em Brasília

Radicais bolsonaristas invadem prédios dos Três Poderes em Brasília

(Reuters) - O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, disse que a invasão aos prédios dos Três Poderes em Brasília neste domingo por apoiadores extremistas do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) não é fruto de "opinião divergente", mas um ataque à democracia.

"Já estou junto ao ministro @FlavioDino e em contato direto com os presidentes da Câmara, @ArthurLira_, e Senado, @rodrigopacheco, prontos p/ defender a democracia e nossas instituições", afirmou Padilha, em sua conta do Twitter.

No mesmo sentido, a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, afirmou que a invasão não se trata de um "movimento de massa, nem espontâneo", mas organizada "por bandidos".

"É organizado por bandidos, que têm interesses bem objetivos: garimpo ilegal, grilagem, liberação de armas, milícias e outras coisas. Tudo isso abençoado por Bolsonaro. Todos eles desprezam a democracia, as instituições", escreveu Gleisi no Twitter.

Mais cedo, a presidente do PT acusou o governo do Distrito Federal de irresponsabilidade frente ao caso. No final da tarde, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou que estava decretando a intervenção federal na área da segurança pública do DF.

(Por Letícia Fucuchima)