Padre que atropelou suspeito de furto tinha acabado de celebrar um casamento

Padre que atropelou suspeito de furto tinha acabado de celebrar um casamento (Foto: Getty Images)
Padre que atropelou suspeito de furto tinha acabado de celebrar um casamento (Foto: Getty Images)

O padre Gustavo Trindade dos Santos, 37 anos, investigado por atropelar um homem suspeito de furtar três moletons e uma camiseta de uma igreja em Santa Cruz do Rio Pardo, no interior de São Paulo, celebrou um casamento horas antes do ocorrido.

Segundo o portal g1, o casal Tatiane de Fátima e Alex Aparecido conheceram o padre no dia do casamento. Conforme o casal, o religioso se mostrou muito feliz por celebrar o amor deles.

"Eu cheguei à igreja por volta de 19h20 e vi também o padre chegando com o carro branco. Até então, não o conhecia, mas ele foi super atencioso, deu risada, brincou com a gente antes e durante a cerimônia", contou Tatiane ao jornal.

Após celebrar o matrimônio, o padre perseguiu a vítima por pelos menos 1,4 quilômetro, segundo a análise das imagens de câmeras de segurança. O atropelamento aconteceu na noite de sábado (7), na avenida Tiradentes.

Quando o casal soube do ocorrido, levou um grande susto. Segundo o jornal, Tatiane relembrou que ainda estava na igreja após o término da cerimônia, por volta das 21h30.

"A maioria do pessoal já tinha saído para a festa. Eu e meu marido alugamos um carro antigo e ficamos com algumas pessoas fazendo umas fotos em frente à igreja. Havia ainda um pessoal recolhendo as flores. A gente viu um 'corre-corre' de viatura do Samu. A polícia entrou na igreja e explicou que atropelaram um homem próximo dali", contou a mulher.

Assim que as imagens do atropelamento foram divulgadas, a noiva logo reconheceu o automóvel utilizado pelo religioso.

"A gente ficou sabendo do atropelamento, só não imaginava que era o padre. Mas, na hora que todo mundo falou e aí vimos as imagens, logo reconheci o carro que ele havia chegado na igreja. Foi um choque", afirmou ao g1.

Relembre o caso

Um homem suspeito de roubar uma igreja Católica foi atropelado por um carro, em Santa Cruz do Rio Pardo, no interior de São Paulo, na noite de sábado (7). Segundo a polícia, o veículo pertence à paróquia e o motorista é um padre, que fugiu do local sem prestar socorro.

Uma câmera de segurança flagrou o momento do atropelamento, que aconteceu por volta de 20h45 na avenida Tiradentes. O suspeito está internado em estado grave na Santa Casa do município.

Segundo o boletim de ocorrência, Ângelo Marcos dos Santos Nogueira, de 40 anos, identificado como o homem atropelado, é suspeito de furtar a casa paroquial da Igreja São Sebastião arrombando uma das janelas. Ele fugiu do local levando três moletons e uma camiseta.

Os policiais militares foram chamados por testemunhas, que anotaram a placa do veículo, que pertence à diocese de Ourinhos, também no interior de São Paulo.

Três dias após o atropelamento e a celebração do casamento, o frei Gustavo Trindade dos Santos, de 37 anos, se apresentou no fórum de Santa Cruz do Rio Pardo, acompanhado por dois advogados, na quarta-feira (11).

O frei afirmou estar arrependido e pediu orações pela recuperação da vítima, internada na UTI da Santa Casa da cidade.

"A Ordem dos Frades Pregadores (Dominicanos) e a Diocese de Ourinhos lamentam o incidente", diz nota divulgada pela diocese. O frei era pároco da Paróquia São Sebastião, em Santa Cruz do Rio Pardo, e foi afastado da função.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos