Paes diz que, após idosos, vacinação no Rio pode incluir professores e agentes de segurança

Extra
·3 minuto de leitura

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, afirmou que há a possibilidade de ampliar para professores e agentes de segurança a vacinação sem seguir a faixa etária, depois que os idosos acima de 60 anos forem imunizados. Em entrevista ao "Bom Dia Rio", ele explicou que isso será possível em alguns setores essenciais, como educação e segurança.

— Temos que olhar pessoas com comorbidades, de determinadas atividades profissionais, o próprio pessoal da saúde, a gente vai dar uma ampliada agora. A Secretaria de Saúde deve anunciar isso, passar para a faixa etária mais baixa. Professores são fundamentais, para gente dar tranquilidade para a volta às aulas, agentes de segurança, agentes de empresa pública. É um conjunto de atividades profissionais que demandam uma vacinação especial — afirmou Paes.

Também nesta terça, o governador em exercício, Cláudio Castro, usou o seu perfil no Twitter para informar que agentes da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal serão imunizados contra o novo coronavírus.

Nesta segunda, Paes divulgara o calendário oficial de imunização do Rio contra Covid-19 para pessoas com 60 anos ou mais. Com divisão de mulheres na parte da manhã e homens na parte da tarde, a partir desta terça-feira, as pessoas com 70 anos podem se vacinar nos postos espalhados pela capital. No entanto, a partir da segunda-feira que vem, a vacinação volta a ocorrer em dias alternados por gênero pelo resto do calendário. Mas, nos dias 14 e 24 de abril, homens e mulheres podem se vacinar. A nova janela publicada por Paes prevê vacinação para os próximos 27 dias, até 24de abril.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, os calendários são planejados conforme a chegada de novas remessas das doses e por isso foi decidido pelo retorno ao regime de dias alternados por gênero. Ainda de acordo com a secretaria, a volta de dias alternados por gêneros também ocorre para evitar aglomeração nas unidades de saúde e melhorar o atendimento. Na publicação no Twitter em que divulga o calendário, o prefeito chama atenção contra as fake news de datas para vacinar que circulam nas redes sociais.

De segunda a sexta-feira, de 8h às 17h:

• Clínicas da família

• Centros municipais de saúde

• Planetário da Gávea

• Tijuca Tênis Clube

• Museu da República (Catete)

• Igreja Nossa Senhora do Rosário (Leme)

• Casa Firjan (Botafogo)

• Jockey Club Brasileiro (Gávea)

• Hotel Fairmont (Copacabana)

• Quartéis do Corpo de Bombeiros: Humaitá, Copacabana e Quartel de Busca e Salvamento (Barra da Tijuca)


De segunda a sexta-feira, de 9h às 16h:

• Drive-thru Parque Olímpico (Barra da Tijuca)

• Drive-thru Engenhão (Engenho de Dentro)

• Drive-thru Sambódromo (Santo Cristo)

• Uerj (Maracanã):
- Primeira dose - pedestres (portão 1)
- Segunda dose - drive-thru (para quem tomou a primeira no local)

Nesta terça-feira, a secretaria inaugurou um novo posto de vacinação, no Museu da Justiça - Centro Cultural do Poder Judiciário. O museu fica no antigo Palácio da Justiça, localizado no centro histórico do Rio, junto à Praça Quinze. A vacinação ocorrerá no Salão do Tribunal do Júri.

A entrada principal para acesso ao posto de vacinação é pela Rua Dom Manuel, 29, mas pessoas com dificuldades de locomoção entrarão pelos fundos do prédio, onde há elevadores. Serão quatro pontos de vacinação no Salão do Tribunal do Júri. Segundo a secretaria, os horários e locais de vacinação aos sábados ainda serão definidos.