Paes diz que pediu a Castro análise de comitê científico sobre queima de fogos em Copacabana

·1 min de leitura

Em uma postagem no seu perfil no Twitter na noite desta segunda-feira, dia 6, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, informou que esteve com o governador Claudio Castro e pediu que ele leve ao comitê científico uma demanda para que a festa de réveillon tenha queima de fogos em Copacabana e em alguns outros pontos da cidade.

Paes disse ainda que o secretário de Saúde, Daniel Soranz, será o responsável por conduzir as negociações.

"Estive agora à noite com o governador Claudio Castro. Pedi que levasse a seu comitê científico a possibilidade de realizarmos ao menos os fogos em Copacabana e em alguns pontos centrais da cidade. @danielsoranz irá conduzir as negociações acerca do que é possível ser feito", escreveu o prefeito.

Na manhã do último sábado, na sua conta de Twitter, Paes havia informado que o Rio não teria festa de réveillon este ano na Praia de Copacabana e em outros pontos da cidade, como tradicionalmente ocorre. Segundo ele, entre a decisão dos comitês científicos municipal e estadual, vai valer sempre a mais restritiva.

"O Comitê da prefeitura diz que pode. O do Estado diz que não. Então não pode. Vamos cancelar dessa forma a celebração oficial do réveillon do Rio", escreveu ele na rede social, destacando uma matéria publicada pelo jornal "Extra" com especialistas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos