Paes e Doria assinam termo de cooperação com o Instituto Butantan para a aquisição da vacina contra covid-19

·2 minuto de leitura
João Dória, governador de SP (PSDB) e o governador do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM) Foto (Amanda Perobelli/Sergio Moraes/Reuters)
João Dória, governador de SP (PSDB) e o governador do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM) Foto (Amanda Perobelli/Sergio Moraes/Reuters)

O prefeito eleito do Rio, Eduardo Paes (DEM), e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), se reuniram na noite deste sábado (19) e discutiram a imunização contra a covid-19. De madrugada, em suas redes sociais, Paes anunciou a assinatura de um termo de cooperação com o Instituto Butantan para a aquisição da vacina contra o novo coronavírus.

Paes afirmou nas mensagens que o "ideal é que tenhamos um plano nacional de imunização", mas destacou que está fazendo ações para preparar a rede de saúde do Rio para que "possa atender os cariocas com a maior brevidade possível e sem riscos". Segundo informou, o plano de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus será apresentado no dia 28 deste mês, de maneira detalhada.

Leia também

O Instituto Butantan é o responsável pela produção nacional da vacina CoronaVac, em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac. Em uma das mensagens o prefeito eleito diz estar em contato com diferentes laboratórios a respeito da vacinação contra a Covid-19.

Pela manhã, Paes respondeu a um internauta sobre o contato com os demais laboratórios para compra de lotes da vacina.

"Bom dia! #eduardopaes_

Entrará em contato com os demais fabricantes? Refiro-me a vacina da Moderna que tem alta eficácia (94,5%), e é mais realista para as nossas condições climáticas (- 20 ºC).", escreveu um internauta numa rede social, em que foi respondido por Paes:

"Já em contato"

Plano de Imunização

Na sexta-feira (18), Eduardo Paes afirmou que confia no Plano Nacional de Imunização contra a Covid-19, apresentado pelo governo federal na última quarta-feira, dia 16, e que não trataria do tema em encontro com o governador de São Paulo, João Doria, que passa o fim de semana no Rio. A declaração foi feita pelo prefeito eleito ao sair da sede do Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE-RJ) após receber seu certificado da Justiça eleitoral.

Paes afirmou que a CoronaVac não seria o principal tema do encontro com Doria:

"Obviamente, vou encontrar até para agradecê-lo. O PSDB apoiou a minha eleição. Mas, enfim, não é a pauta principal o CoronaVac. Nós vamos seguir o plano nacional, que inclui o Coronavac, inclui o Butantan. Quer dizer, acho que a gente está chegando a um bom termo aí. O mais importante é isso, é chegar a um bom termo", frisou, na última sexta-feira (18).

A imunização ao novo coronavírus tem sido tema das conversas entre Doria e Paes. Os diálogos sobre as vacinas, no entanto foram marcados por conflitos de versões no início deste mês. Em um momento, Doria disse que Paes teria pedido lote de vacinas. Já o prefeito eleito do Rio afirmou ter manifestado "uma angústia".