Paes ironiza esforço de Bolsonaro de emplacar Crivella como embaixador na África do Sul

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Rio de Janeiro's outgoing mayor Eduardo Paes (L) welcomes new mayor Marcelo Crivela during the transfer of office at the City Hall in Rio de Janeiro on January 1, 2017.    / AFP / BETH SANTOS        (Photo credit should read BETH SANTOS/AFP via Getty Images)
Eduardo Paes entregou o cargo para Marcelo Crivella em 2014 e, em 2018, derrotou Crivella na eleição municipal (Foto: Beth Santos/AFP via Getty Images)
  • Eduardo Paes ironizou nas redes sociais o esforço de Bolsonaro para indicar Crivella para a embaixada da África do Sul

  • Presidente Jair Bolsonaro estaria tentando emplacar o bispo licenciado para agradar a Igreja Universal do Reino de Deus

  • Resposta do presidente sul-africano teria sido considerada evasiva pelo governo brasileiro

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), ironizou o esforço do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para conseguir nomear Marcelo Crivella (Republicanos) para o cargo de embaixador do Brasil na África do Sul.

No Twitter, Paes compartilhou uma matéria da Folha de S. Paulo que relata que Bolsonaro fez um apelo direto para que o país aceite a nomeação de Crivella, ex-prefeito do Rio.

“Por favor, senhor presidente da África do Sul, aceite o novo designado para a embaixada do Brasil na África do Sul. Você será amado para sempre pelos cariocas quando o fizer”, escreveu Eduardo Paes em inglês, africâner e em zulu. “Será que em três línguas eles aceitam?”

Crivella e Paes foram oponentes no segundo turno da eleição municipal pela prefeitura do Rio de Janeiro em 2018.

Segundo informações da Folha de S. Paulo, Bolsonaro teria ligado diretamente para o presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa, para pedir autorização para que Crivella assuma o posto de embaixador do Brasil no país. No entanto, Ramaphosa não teria dado garantias de que o ex-prefeito do Rio poderá ser nomeado.

Marcelo Crivella é bispo licenciada da Igreja Universal do Reino de Deus, o que é entendido como um problema para autoridades sul-africanas. No início de junho, o governo Bolsonaro havia encaminhado um pedido de concessão de agrément para que Crivella fosse nomeado.

Essa seria uma consulta se o país poderia recebe-o como novo embaixador. A instituição enfrenta uma crise em diversas partes do continente africano e essa seria uma forma de Jair Bolsonaro mostrar apoio à Igreja Universal do Reino de Deus.

De acordo com a Folha, a ligação teria acontecido no dia 7 de outubro. O presidente da África do Sul indicou que a decisão cabe ao Ministério das Relações Internacionais e Cooperação do país. A resposta teria sido considerada evasiva pelos brasileiros.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos