Paes ironiza medida de governador para manter estabelecimentos abertos em “superferiado” no RJ: “CastroFolia”

Redação Notícias
·2 minuto de leitura
Eduardo Paes criticou a postura de Cláudio Castro
Eduardo Paes criticou a postura de Cláudio Castro
  • Eduardo Paes mostrou seu descontentamento com o comportamento de Cláudio Castro

  • Governador tenta impedir que cidades fechem seus estabelecimentos como bares e restaurantes

  • No domingo, eles chegaram a se reunir para tentar definir medidas contra a Covid-19, mas não entraram em acordo

Eduardo Paes (MDB) escancarou o desentendimento com Cláudio Castro (PSC) nesta segunda-feira, ao criticar as medidas que o governador tenta adotar para manter estabelecimentos abertos no “superferiado” no Rio de Janeiro.

Leia também

CastroFolia! A micareta do governador! Definitivamente ele não entendeu nada do objetivo de certas medidas”, escreveu no Twitter.

Paes se referia a artigo do Blog do Edmilson Ávila no G1. Segundo a publicação, Castro garantiu que os prefeitos das cidades fluminenses não poderão fechar bares e restaurantes durante o “superferiado” anunciado por ele próprio, que terá duração de dez dias.

Ao blog, Castro chegou a dizer que “as medidas que valem são as minhas”. Porém especialistas em direito garantiram que o governo não tem poder de barrar a lei municipal e que, por isso, bares e restaurantes deverão permanecer fechados.

Esta não é a primeira vez que Paes e Castro se desentendem. Na última sexta-feira, eles saíram sem acordo de uma reunião para tentar estabelecer medidas contra a Covid-19. O prefeito carioca propôs medidas mais enérgicas de isolamento, enquanto o governador, aliado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), se manifesta consistentemente contra estas ações.

Superferiado” nos próximos dias

Claudio Castro adotou um
Claudio Castro adotou um "superferiado" no Rio para combate à Covid-19 (Mauro Pimentel/ AFP)

No último domingo, Castro anunciou a implementação de um “superferiado” de dez dias, de 26 de março a 4 de abril, como medida de combate ao coronavírus. Apesar da discordância de Paes, o governador considerou que bares e restaurantes devem permanecer abertos até as 23h durante este período.