Paes pede ajuda a Moraes para candidatos fazerem campanha em área de milícia no Rio

***ARQUIVO*** RIO DE JANEIRO - RJ 04.09.2018 - Entrevista com Eduardo Paes candidato ao governo do Estado do Rio pelo DEM. Paes já foi prefeito da cidade do Rio de Janeiro de 2009 a 2016. (Foto: Raquel Cunha/Folhapress)
***ARQUIVO*** RIO DE JANEIRO - RJ 04.09.2018 - Entrevista com Eduardo Paes candidato ao governo do Estado do Rio pelo DEM. Paes já foi prefeito da cidade do Rio de Janeiro de 2009 a 2016. (Foto: Raquel Cunha/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), pediu ajuda ao presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Alexandre de Moraes, para garantir que candidatos consigam fazer campanha em áreas dominadas pela milícia.

"Tenho ouvido [relatos] da campanha política de candidatos na Zona Oeste do Rio que têm sido permanentemente constrangidos por milicianos de fazer campanha", afirmou.

"Vou formalizar essa denúncia. Tenho ouvido nomes, mas não vou apontar para ser leviano (...) [Vou] pedir que medidas sejam tomadas para que candidatos possam fazer campanha", completou.

Paes esteve nesta quinta-feira (8) no TSE para acompanhar a posse do ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça) Benedito Gonçalves, que é do Rio, como corregedor da Justiça Eleitoral.