Paes se engana em rede social e diz que escolas de samba de Niterói não desfilarão no Rio

·1 min de leitura

O prefeito Eduardo Paes disse, na tarde desta quinta-feira, que se equivocou ao comentar nas redes sociais que as escolas de samba Unidos do Viradouro (campeã do Grupo Especial no carnaval de 2020), Acadêmicos do Cubango e e Acadêmicos do Sossego (que desfilam na Série Ouro, do Grupo de Acesso) não se apresentariam na Marquês de Sapucaí em 2022. O equívoco ocorreu depois que o prefeito interpretou equivocadamente uma nota do coliunista Ancelmo Gois, do GLOBO, sobre o adiamento do desfile das escolas naquela cidade para depois da Quaresma.

Tradicionalmente, depois do desfile oficial no carnaval carioca, as escolas de samba de Niterói também se apresentam nas ruas do município vizinho, em um evento gratuito.

O prefeito ressaltou que as escolas de samba de Niterói são bem-vindas. Mas ressaltou que a palavra final sobre os desfiles ainda depende de uma avaliação do Comitê Científico sobre a evolução da pandemia da Covid-19. Por conta do elevado casos de Ômicron, o carnaval de rua no Rio, a exemplo do que ocorreu no ano passado, já foi cancelado este ano.

— Imaginei que as escolas de Niterói não viriam para o Rio para não correr o risco de os integrantes se contaminarem. Foi uma interpretação equivocada minha. Mas se elas vão desfilar, saibam que só vamos fazer desfiles se tivermos condiões sanitárias, sem colocar as escolas de Niterói em risco. A decisão sobre os desfiles é do Comitê Científico e será tomada mais perto do carnaval — disse Paes, em entrevista no Rio Innovation Week.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos