Pague Menos negocia compra da rival Extrafarma

·2 minuto de leitura
Pague Menos negocia compra da rival Extrafarma

Por Carolina Mandl

SÃO PAULO (Reuters) - A rede de varejo farmacêutico Pague Menos afirmou nesta terça-feira que esta em negociações para comprar a rival Extrafarma, controlada pela Ultrapar, o que fez suas ações dispararem na bolsa brasileira.

A Reuters noticiou mais cedo nesta terça-feira que a Pague Menos chegou a um acordo para comprar a Extrafarma por 600 milhões de reais, citando fontes familiarizadas com o assunto.

Ultrapar e Pague Menos não deram mais detalhes sobre o negócio nos comunicados que confirmaram as tratativas.

Por volta de 11:50, as ações da Pague Menos disparavam 9,5%, a 11,76 reais, enquanto Ultrapar perdia o fôlego e cedia 1%, após subir mais de 2% nos primeiros negócios.

O negócio tornara a Pague Menos a segunda maior varejista de drogarias do Brasil, atrás apenas da RD, dona das bandeiras Drogasil e Droga Raia. Atualmente, a Pague Menos é a terceira maior cadeia de farmácias. A compra da Extrafarma elevará em mais de um terço o número de lojas da Pague Menos, para 1.503 unidades, e reforçará a sua presença principalmente nas regiões Norte e Nordeste do Brasil, afirmou uma das fontes. A Extrafarma possui 402 lojas. A Pague Menos, que tem como investidor a gestora de private equity General Atlantic, pagará 300 milhões de reais pela fatia da Ultrapar na varejista quando o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) der o sinal verde para o negócio. O restante será pago nos próximos dois anos, em duas parcelas iguais. Considerando dívida e caixa, o valor total da Extrafarma foi fixado em 700 milhões de reais. O negócio deve criar sinergias entre 150 milhões e 250 milhões de reais nos próximos 3 anos para o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) da Pague Menos, principalmente pelo potencial aumento de vendas da Extrafarma, acrescentou uma das fontes.

Analistas do Bradesco BBI afirmaram em relatório a clientes que a Pague Menos pagará cerca de 1,5 milhão de reais por loja da Extrafarma, por volta do custo de abertura de um novo ponto. Para a Pague Menos, a vantagem é poder acelerar seu plano de expansão com lojas que já estarão gerando receita tão logo incorporadas a empresa.

Esta deve ser a primeira aquisição feita pela Pague Menos desde que a companhia concluiu uma oferta inicial de ações (IPO) em agosto.

A Ultrapar decidiu vender a Extrafarma em meio a uma grande reorganização de seu portfólio, com o objetivo de se concentrar no setor de óleo e gás. O grupo está em negociações exclusivas com a Petrobras para a aquisição da refinaria Refap, localizada no Rio Grande do Sul.