Pai de adolescente norte-americana dá nove tiros no laptop dela por 'malcriação' pelo Facebook

Apesar de umas poucas críticas, atitude do pai foi elogiada pela maioria de seus amigos no Facebook. Um vídeo no YouTube mostra tudo. Por Henrique Cesar Ulbrich Desapontado ao descobrir que sua filha fez injustas reclamações adolescentes sobre seus pais e madrasta no Facebook, um pai norte-americano – que apesar da aparência de Chuck Norris trabalha com TI – não teve dúvidas: deu nove tiros no laptop da moçoila. E não são projéteis comuns, mas nove balas “dum dum”, daquelas que explodem no impacto. Tudo documentado num vídeo endereçado à filha e publicado no YouTube na última quinta feira, 8 de fevereiro. Acuma? Calma, a gente explica. A filha de Tommy Jordan, de nome Hanna, cansada de ser “explorada” pelos pais com tarefas domésticas, postou no Facebook um protesto público, desrespeitoso e cheio de palavrões, a respeito do “trabalho escravo” a que os pais a obrigam diariamente. A adolescente teve ainda o requinte de bloquear o pai, a mãe e a madrasta para que não lessem a mensagem. Só que Jordan não é um “simplório” qualquer, como sua imagem de cowboy poderia revelar. Pelo contrário, é diretor (e provavelmente dono) da empresa de TI Twisted Networx, e, enquanto gastava cerca de meio dia e US$ 130 para fazer um upgrade no notebook da filha, descobriu a mensagem. Sua reação, como castigo à moça, foi o descrito no primeiro parágrafo. A reprimenda pode parecer drástica, mas Jordan explica que Hanna já havia feito isso antes, ficou três meses de castigo e, pelo visto, não entendeu o recado. Jordan ainda conta que no vídeo que os “trabalhos forçados” a que Hanna é submetida incluem apenas fazer sua cama de manhã, ir à escola e lavar sua própria roupa, entre outros serviços menores. O bacana é que, não contente em apenas deixá-la de castigo (“até arranjar um emprego e sair de casa”, segundo Norris, digo, Jordan), o irritado pai fuzilou o notebook com sua pistola .45 e filmou tudo. O vídeo foi postado no YouTube (youtu.be/kl1ujzRidmU) e no Facebook de Jordan (tinyurl.com/84madyz), e – fora uma minoria discordante – teve apoio maciço de pais e filhos por toda a internet em terras do Tio Sam. O vídeo teve centenas de video-respostas, que podem ser conferidas nos links citados. Jordan ainda arremata com um “você não precisa mais se preocupar com um notebook novo, ou uma máquina fotográfica nova, ou um celular novo, porque você realmente não vai usar nenhum deles – até, provavelmente, a faculdade”. E que, se ela reclama de vida dura, a vida dela agora vai ser realmente dura. “Você não vai ver isso porque não tem computador. Mas eu vou postar este vídeo no seu mural do Facebook, para os seus amigos verem”. E, após dar os tiros, finaliza o vídeo: “Daqui a alguns anos, quando você não estiver mais de castigo, talvez você tenha um laptop novo. Mas seu próximo computador quem vai comprar é você. Isso depois de pagar os US$ 130 que me deve”. A ironia disso tudo? São muitas – armas, família, Facebook, criação de filhos, senso de justiça, certo e errado – e nem dá para discorrer sobre todas aqui… . Todas as imagens: Geek / Reprodução

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos