Pai de copiloto da Germanwings critica investigação sobre tragédia

Berlim (Alemanha), 24 mar (EFE), (Imagens: Juan Palop) - O pai de Andreas Lubitz, o copiloto do avião da Germanwings que caiu na França com 150 pessoas a bordo, tentou demonstrar nesta sexta-feira, dois anos após a catástrofe, que seu filho não era um suicida depressivo e que a versão oficial sobre tragédia se baseia em "especulações".

"No momento do acidente meu filho não sofria de depressão", afirmou Günter Lubitz em entrevista coletiva sobre o acidente, que não deixou sobreviventes e cujo responsável, segundo a Procuradoria francesa, foi Andreas. IMAGENS EFE E CEDIDAS PELA EMPRESA LUFTHANSA. EFE TV SÃO Paulo - 19:43 GMT. Tags: gemanwings,tragedia,homenagens,investigacao,efe. Twitter: www.twitter.com/brasilefe . WEB: www.efeservicios.com . Palabras clave: Disaster and accident-gemanwings,tragedia,homenagens,investigacao,efe