Pai de criança lançada de janela espera nascimento de outro filho

Gustavo Goulart

RIO — Adriano Bruno Peregrino da Silva, que teve o filho Enzo, de 3 anos, morto após ser arremessado da janela de um apartamento no Cachambi, na Zona Norte do Rio, pelo padrasto, será pai novamente. A mulher com quem ele se relaciona atualmente está grávida. Adriano passou a manhã desta sexta-feira no Instituto Médico-Legal (IML) para liberar o corpo de Enzo. Ainda não há informações sobre o horário e local do sepultamento do menino.

Muito abalado, Adriano falou rapidamente sobre o sofrimento que atravessa:

— Entendo e respeito o trabalho da imprensa. Pode fotografar à vontade. Mas eu não quero falar. Minha dor é muito grande. Eu não consigo, me desculpe — desabafou ele, que brigava na Justiça há um ano pela guarda do filho.


A tragédia aconteceu na tarde de terça-feira. O músico Luiz Eduardo Lopo, de 38 anos, namorado da mãe do menino, Camila Cerqueira, lançou Enzo e depois pulou da janela. A mulher contou a policiais civis que desconfiava que o namorado tinha problemas psiquiátricos e negou que ele fizesse uso de qualquer medicação controlada. De acordo com o relato dela na 23ª DP (Méier), o relacionamento com o músico havia comneçado há oito meses.

Polícia ouvirá depoimentos

A delegada Márcia Beck deve ouvir ainda esta semana o depoimento de Adriano e das mães de Camila e de Luiz Eduardo. Vizinhos também serão chamados para depor. Nesta terça, alguns deles contaram que o músico tinha surtos constantes, consumia drogas e também fazia escândalos.