Pai da musa do carnaval Tuane Rocha não crê que houve crime: 'Pode ter tido um mal súbito'

Rafael Nascimento de Souza
·3 minuto de leitura

“Ninguém sabe ao certo o que aconteceu com a minha filha. Mas eu não acredito que ela tenha morrido em decorrência de algum crime”. A fala é do aposentado Álvaro Rocha, de 71 anos, pai da musa da São Clemente Tuane Moreira da Silva Rocha, de 38, que foi encontrada morta nessa terça-feira, dia 16, pela mãe, no apartamento onde morava na Taquara, na Zona Oeste do Rio. Na manhã desta quarta-feira, familiares da jovem estiveram no Instituto Médico Legal (IML) para a liberação do corpo.

Segundo o pai da modelo, durante três dias a mãe da jovem, a dona de casa Eva Moreira da Silva Rocha, 66, tentou falar com a filha. Em vão. Preocupada, dona Eva saiu de casa - na Cidade Alta, em Cordovil — e de ônibus atravessou a cidade até a casa da modelo. Lá, ainda pela manhã, ela encontrou Tuane caída perto do banheiro da suíte.

— Quando a minha esposa abriu a porta (a mãe tinha uma cópia da chave) e entrou no quarto, ela viu a Tuane já sem vida. Ela entrou em desespero e chamou os vizinhos. Infelizmente, minha filha já estava sem vida — lembra o pai bastante emocionado.

Filha se despede:

Só a perícia da Polícia Civil vai poder dizer o que teria acontecido com a musa. Mas, os familiares acreditam que ela não tenha sido assassinada. Ontem, a 32ª DP (Taquara) faz uma perícia no local. Os investigadores encontraram sangue perto da cabeça de Tuane.

— Pelo que vi, foi uma fatalidade. Tinha um ferimento e foi feita a perícia. Mas no quarto a gente encontrou produtos de limpeza, rodo, vassoura e um balde com água. A minha filha estava limpando a casa. Ela tinha pressão alta e tomava remédios controlados. Penso que ela teve um mal súbito — afirma seu Álvaro.

O caso é investigado pela 32ª DP que aguarda o laudo da necropsia do Instituto Médico Legal (IML) do Centro do Rio. Entretanto, investigadores da distrital acreditam que ela possa ter passado mal e morrido.

Luta Alopecia:

Filha não deverá comparecer ao enterro da mãe

Familiares de Tuane ainda não sabem onde será o velório e o sepultamento. No entanto, eles acreditam que a única filha da modelo, a publicitária Jennifer Rocha, de 25, que mora na Austrália desde janeiro de 2020, onde foi realizar um intercâmbio, não deverá conseguir vir a tempo do enterro. Jennifer publicou uma mensagem de despedida para a mãe nas redes sociais e escreveu: "Para sempre, te amo".

— Acho que a minha neta não vai conseguir vim para o entero da mãe. As duas eram muito agarradas.

Filha mais nova de duas, segundo o pai da modelo “ela amava o que fazia desde os 12 anos”. Seu Álvaro contou que a filha, muito vaidosa, estava já se preparando para o carnaval de 2022. Inclusive, nos últimos dias passou por uma pequena cirurgia para retirar um caroço que estava na costela.

— Como nesse ano não teve desfile na Sapucaí, ela já estava preparando as coisas para o próximo. Estava alegre e ansiosa. Mas, lamentavelmente, aconteceu isso com a minha — diz o aposentado.

Para seu Álvaro, Tuane fará muita falta.

— Tá sendo muito difícil. Ela vai fazer muita falta para todos nós.