Pai dá vodca para filho de 12 anos e é preso após criança ficar embriagada

Menino foi encontrado no meio da rua passando mal após pai embebedá-lo (Getty Creative)
Menino foi encontrado no meio da rua passando mal após pai embebedá-lo (Getty Creative)
  • Criança passou a noite em observação no hospital e foi levado pelo pai sem autorização

  • Homem de 27 anos ajudou menino e a irmã, que estavam na rua sozinhos

  • Pai vai ser investigado e pode pegar de dois a quatro anos, além de multa

Um homem, de 44 anos, foi preso nesta sexta-feira (6) em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, após embebedar o filho de 12 anos.

De acordo com a Polícia Militar, a criança fugiu com a irmã após acharem que o pai iria agredir a mãe deles. Neste momento, quando estavam na rua, um homem, de 27 anos, os ajudou.

Ao perceber que um deles vomitava, a testemunha se aproximou perguntando o que tinha acontecido e os irmãos contaram que o menino tinha ingerido bebida alcoólica, a mando do pai.

Quando o socorro chegou, a criança já estava desacordada e foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde passou a noite em observação. Já a menina pediu para ser levada para a casa de uma tia.

Após o registro da ocorrência, os policiais militares foram na casa da família e encontraram o pai embriagado. Ele assumiu que estava consumindo bebidas alcoólicas.

Na manhã seguinte, após prestar esclarecimentos à polícia, o homem foi ao hospital buscar a criança, sem autorização da equipe médica.

A Secretaria de Saúde encaminhou uma notificação de violência e acionou o Conselho Tutelar sobre a evasão do paciente.

Fornecer bebida alcoólica para menores de 18 anos fere o artigo 243 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), e pode resultar em detenção de dois a quatro anos e multa.

O caso vai ser investigado pela Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (Decpa).

Tequila na escola

No mês passado, uma criança, de cinco anos, deixou pelo menos quatro colegas de sala bêbados após levar uma bebida à base de tequila para a escola, em Michigan, nos Estados Unidos.

"Um aluno trouxe uma bebida alcoólica pré-misturada para a escola, que foi compartilhada com alguns outros alunos. A segurança e o bem-estar de nossa comunidade escolar continuam sendo uma prioridade", afirmou o diretor da instituição em carta à imprensa.

A mãe de uma aluna revelou, em entrevista à emissora Fox WJBK, que a filha estava um pouco tonta. Segundo ela, a criança que distribuiu a bebida acreditava que se tratava de limonada para adultos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos