Pai de duas filhas abusadas sexualmente por amigo desabafa: “Sensação de traição”

Filhas do rapaz foram abusadas por amigo de longa data - Foto: Getty Images
Filhas do rapaz foram abusadas por amigo de longa data - Foto: Getty Images
  • Homem teve as duas filhas abusadas sexualmente por um amigo da família

  • O suspeito é marido de uma mulher que atua como babá de crianças da região

  • Ao menos cinco vítimas teriam sido violentadas pelo acusado, que foi preso

Pai de duas filhas que foram abusadas sexualmente por um amigo de longa data da família, um homem desabafou sobre a situação em entrevista à TV Globo. Ele relatou a “sensação de traição e desespero” ao ficar sabendo de uma das garotas sobre o que vinha acontecendo.

A mudança de comportamento das meninas de 12 e 5 anos vinha chamando a atenção dos pais em Betim, Região Metropolitana de Belo Horizonte. Bastou uma pergunta à mais velha para que ela contasse sobre os crimes.

"A sensação é de traição e desespero. Ele era um amigo de mais de 20 anos da nossa família, de confiança de todos, ele e a esposa ficavam com as crianças para a gente trabalhar”, declarou o pai, que não teve a identidade revelada.

Aos parentes, a garota contou que era abusada desde os 5 anos e que, além dela e da irmã, o suspeito violentava pelo menos mais três meninas, todas entre 5 e 14 anos.

“Quando minha filha contou pra gente que já tinha conversado com outras vítimas, imediatamente entramos em contato com a Polícia Militar e fizemos a ocorrência", completou o pai.

A esposa do acusado trabalhava como babá de diversas crianças da região. Sob essa justificativa, o criminoso mantinha uma casa bastante atrativa às crianças, com brinquedos e alimentos apreciados por elas.

"Ele era sempre carinhoso e as crianças gostavam de ir pra lá. Sempre tinha cachorro-quente, sorvete, joguinhos, uma forma de atraí-las", contou o pai.

Suspeito é preso

O acusado tem 32 anos e foi preso na manhã de segunda-feira (30) em sua própria residência, no bairro Vila Cristina.

Antes, porém, o homem teria ameaçado algumas das vítimas e, inclusive, ferido o cachorro de uma delas.

"Ele perseguiu uma das crianças até a padaria, ele ameaçou expor fotos de uma adolescente e ainda feriu uma das cachorras da vítima. É tudo bem complicado e traumatizante para os familiares", contou ao G1 a delegada Ariadne Elloise Coelho.

As investigações estão em andamento e a polícia averigua se há outras vítimas. O suspeito negou todas as acusações.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos