Pai desabafa após morte de menina de 10 anos na Grande BH: "Enterro um pedaço de mim"

Morte de menina de 10 anos gerou revolta - Foto: Reprodução/Redes Sociais
Morte de menina de 10 anos gerou revolta - Foto: Reprodução/Redes Sociais
  • Morte de menina de 10 anos foi lamentada pelo pai durante o velório

  • Rogério Rodrigues cobrou justiça e disse enterrar um pedaço de si próprio

  • Sua filha, Bárbara, foi encontrada morta após sair para comprar pão em Ribeirão das Neves

O corpo da menina de 10 anos assassinada na Grande Belo Horizonte após sair para comprar pão foi velado na manhã desta quarta-feira (3), em São Cristóvão, Região Noroeste da capital mineira. Bárbara Vitória foi encontrada morta na última quarta (2).

Pai da vítima, Rogério Rodrigues falou com a imprensa, mostrou-se bastante emocionado e resumiu: "Vou enterrar um pedaço de mim". "É o pior dia da minha vida. É um pedaço de mim, é a minha filha. Está difícil, está difícil", completou.

O rapaz pediu justiça e que os responsáveis pelo assassinato da criança sejam punidos.

“Eu só quero que prenda essa pessoa que fez essa covardia com a minha filha. Maltratar e machucar uma criança dócil que não fazia mal pra ninguém... Machucaram ela demais, né? Eu só quero justiça, eu só quero justiça. Eu quero que prenda, que ache o culpado, o rapaz, a pessoa que fez isso, porque não tem cabimento. Não tem cabimento fazer isso com uma criança de 10 anos. Não tem", desabafou.

Bárbara ficou desaparecida por cerca de 40 horas até ser encontrada na manhã da última quarta em um matagal próximo a um campo de futebol no bairro Pedra Branca, em Ribeirão das Neves. O enterro da criança está marcado para as 15 horas desta quinta.

O que se sabe sobre o caso

A criança havia sido vista pela família pela última vez no domingo (31), quando brincava com amigos em frente à própria casa, aproveitando o último dia das férias escolares.

Rogério a chamou por volta das 17h30 e pediu que ela fosse a uma padaria, a cerca de 400 metros dali, comprar pão para a família. Após horas sem notícias da menina, os parentes contataram a polícia e informaram o desaparecimento.

Como o corpo foi encontrado?

Além da polícia, familiares, amigos e vizinhos da família de Bárbara auxiliavam na busca pela criança. Uma estudante que ajudava o grupo encontrou o cadáver nas cercanias no campo.

Detalhes do encontro

O corpo da menina estava a cerca de 500 metros de distância da casa onde vivia. A garota vestia a mesma camisa do Atlético-MG usada no dia em que desapareceu. Segundo informações do jornal Estado de Minas, havia sinais de violência no cadáver.

A criança chegou à padaria?

Imagens de uma câmera de segurança na padaria mostram que Bárbara esteve no local. Ela comprou os pães pedidos pelo pai, guardou o troco na bolsa e deixou o local.

Momentos após a saída do estabelecimento

A investigação encontrou outras duas câmeras de segurança que mostram a criança voltando para casa após a ida à padaria. A segunda, às 18h23, em frente a um outro comércio, registrou a garota correndo.

Há suspeitos?

Um minuto depois, a mesma câmera filmou dois rapazes correndo na mesma direção de Bárbara. Eles ainda não foram identificados.

Alguém foi preso?

Um outro rapaz que aparece nos vídeos chegou a ser detido. Em um primeiro momento, ele negou que conhecesse a criança, mas, diante das evidências, admitiu ter visto-a saindo da padaria e afirmou que não sabia sobre seu paradeiro. Ele foi liberado por falta de provas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos