“Pai do Bitcoin” ganha US$ 50 bi em julgamento

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Craig Wright, que afirma ser “Pai do Bitcoin” venceu um julgamento contra família de antigo parceiro. Getty Images.
Craig Wright, que afirma ser “Pai do Bitcoin” venceu um julgamento contra família de antigo parceiro. Getty Images.
  • Craig Wright, que afirma ser “Pai do Bitcoin” venceu um julgamento contra família de antigo parceiro;

  • Paternidade do Bitcoin é atribuída a um homem com o pseudônimo Satoshi Nakamoto;

  • Craig Wright ainda precisa provar ao mercado “paternidade do Bitcoin”.

O australiano Craig Wright, um cientista da computação que afirma ser “o inventor do Bitcoin”, venceu em um veredicto de julgamento civil na segunda-feira contra a família de David Kleiman, falecido em 2013, que alegava que tinha direito à metade de uma fortuna de criptomoeda no valor de dezenas de bilhões, de acordo com informações da Associated Press.

Leia também:

Um júri da Flórida concluiu que Wright não devia metade de 1,1 milhão de Bitcoins à família de David Kleiman. O júri concedeu US$ 100 milhões (cerca de R$ 564 milhões) em direitos de propriedade intelectual para uma joint venture entre os dois homens, o que seria uma fração do que os advogados de Kleiman estavam pedindo no julgamento.

Craig Wright precisa provar ao mercado que é Satoshi Nakamoto

No centro do julgamento estavam 1,1 milhão de Bitcoins, no valor de aproximadamente US$ 50 bilhões com base nos preços de segunda-feira. Esses foram os primeiros Bitcoins a serem criados por meio da mineração e só poderiam ser de propriedade de uma pessoa ou entidade envolvida com a moeda digital desde seu início, no caso, o criador do Bitcoin, Satoshi Nakamoto, de acordo com a AP.

Agora, a comunidade de criptomoedas segue a procura para descobrir se Wright cumpre sua promessa de provar que é o dono do Bitcoin. Fazer isso daria crédito à afirmação de Wright, feita pela primeira vez em 2016, de que ele é Satoshi Nakamoto, tal qual alega, segundo a Associated Press.

O caso julgado no tribunal federal em Miami foi altamente técnico, com o júri ouvindo explicações sobre o funcionamento complexo das criptomoedas, bem como as origens obscuras de como o Bitcoin surgiu. Os jurados levaram uma semana inteira para deliberar, fazendo perguntas repetidamente aos advogados de ambos os lados e também ao juiz sobre como as criptomoedas funcionam, bem como sobre a relação comercial entre os dois homens. A certa altura, os jurados sinalizaram ao juiz que estavam em um beco sem saída.

As origens do Bitcoin sempre foram um mistério, e é por isso que este julgamento atraiu tanta atenção de estranhos. Em outubro de 2008, durante o auge da crise financeira, uma pessoa ou grupo de pessoas com o nome de “Satoshi Nakamoto” publicou um artigo estabelecendo uma estrutura para uma moeda digital que não estaria vinculada a nenhuma autoridade legal ou soberana. A mineração da moeda, que envolve computadores resolvendo equações matemáticas, começou alguns meses depois.

O nome Nakamoto, traduzido aproximadamente do japonês para significar “no centro de”, nunca foi considerado o nome real do criador do Bitcoin. Durante o julgamento, Wright e outros especialistas em criptomoedas testemunharam sob juramento que Wright é o dono do Bitcoin em questão. Wright disse que provaria sua propriedade se vencesse o julgamento.

Os advogados da W&K Information, a joint venture entre Wright e Kleiman, disseram que ficaram "gratos" pelo júri ter concedido US$ 100 milhões em direitos de propriedade intelectual à empresa, que desenvolveu um software que estabeleceu as bases para as primeiras tecnologias de blockchain e criptomoedas.

Os advogados de Wright disseram repetidamente que David Kleiman e Wright eram amigos e colaboraram no trabalho juntos, mas sua parceria não teve nada a ver com a criação ou operação inicial do Bitcoin. Com a vitória no julgamento, Wright disse que planeja doar grande parte da fortuna do Bitcoin para instituições de caridade se vencer no julgamento, segundo a AP.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos