Pai é preso e indiciado após criança de 2 anos matar a própria mãe a tiros durante chamada no Zoom

·1 min de leitura
Avery foi acusado de homicídio culposo - Foto: Divulgação/Polícia do Condado de Seminole
Avery foi acusado de homicídio culposo - Foto: Divulgação/Polícia do Condado de Seminole
  • Filho de Avery encontrou a arma no quarto do casal e atirou na própria mãe

  • A mulher fazia uma chamada de zoom a trabalho quando foi alvejada pela criança

  • O rapaz chegou em casa e encontrou-a sangrando no chão

Um homem norte-americano foi preso e indiciado pela morte de sua namorada, após o filho de dois anos do casal matá-la com um tiro em agosto deste ano.

Segundo a Polícia da Flórida, a criança encontrou o revólver carregado de Veondre Avery e disparou contra a própria mãe, Shamaya Lynn, que estava em uma chamada de Zoom a trabalho.

Leia também:

Avery, de 22 anos, é acusado de homicídio culposo, que, na Flórida, é punível com até 15 anos de prisão. Ele pode enfrentar ainda 15 anos de liberdade condicional e multa de US$ 10 mil.

A Justiça entendeu que o rapaz, como proprietário da arma, tinha responsabilidade de cuidar da mesma e, por isso, indiciou-o.

Criança atirou contra a própria mãe - Foto: Getty Images
Criança atirou contra a própria mãe - Foto: Getty Images

Entenda o episódio

De acordo com a investigação policial, a arma foi deixada desprotegida em uma mochila infantil , que estava no chão do quarto do casal.

A criança encontrou o revólver, foi para trás da mãe e disparou um único tiro. Uma colega que estava na transmissão on-line com a mulher chamou a polícia após assustar-se com o barulho e ouvir o bebê chorar.

Avery voltou para casa logo depois e encontrou a namorada sangrando no chão. Ele também fez contato com o serviço de emergência e pediu “pressa” aos paramédicos.

O próprio rapaz prestou primeiros socorros e realizou massagens cardíacas na mulher, mas os médicos não conseguiu reanimá-la. Ela foi declarada morta no local.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos