Pai de ex-PM é morto em troca de tiros de filho com ladrões

ALFREDO HENRIQUE

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O pai de um ex-policial militar foi morto durante suposta troca de tiros entre e o filho e dois suspeitos que tentavam assaltar a casa em que a família passava as festas de fim de ano, em Peruíbe (135 km de SP), por volta das 20h50 de sábado (28). Os dois criminosos acabaram mortos. 

Segundo relato da família à polícia, os dois suspeitos invadiram a casa e anunciaram o assalto. Havia ao menos quatro pessoas na residência. 

Quando os criminosos se distraíram, o ex-policial teria sacado uma pistola calibre ponto 40 e trocado tiros com os ladrões. Neste instante, segundo relato da família, o pai do ex-PM, o eletricista Jorge Cordeiro de Alencar, 55 anos, teria sido baleado na cabeça. 

Os suspeitos teriam, então, fugido para o quintal, onde continuaram trocando tiros com o ex-policial.

Segundo a mulher do ex-PM, quando ela chegou no quintal da casa, encontrou os dois suspeitos baleados, caídos no chão, e seu companheiro ferido.

O ex-PM foi encaminhado ao hospital municipal Irmã Dulce, onde segue internado. A família não autorizou que seu estado de saúde fosse informado à reportagem. Os dois suspeitos morreram ainda no quintal da casa. 

Consta no boletim de ocorrência que a arma usada pelo ex-policial seria legalizada. "Uma análise documental mais detalhada [sobre a procedência da arma] será feito no bojo do Inquérito Policial", diz trecho do boletim de ocorrência. 

O registro policial não menciona quem foi o autor do disparo que acertou a cabeça do pai do ex-PM

Segundo a Polícia Militar, o ex-policial que supostamente trocou tiros com os ladrões foi expulso da corporação em março do ano passado, quando atuava no 46º Batalhão de Santo André (ABC). O motivo para seu desligamento não foi informado. Ele ingressou na PM em 12 de junho de 2006.