Pai de Karina Kufa, advogada de Bolsonaro, morre em Brasília por complicações da Covid-19

MÔNICA BERGAMO
·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O pai da advogada Karina Kufa, que defende o presidente Jair Bolsonaro em várias ações judiciais, morreu no sábado (10) por complicações causadas pela Covid-19. Eduardo Kufa tinha 66 anos e era aposentado. Ele foi infectado pelo novo coronavírus em Brasília, para onde tinha se mudado com a mulher para ajudar a cuidar dos netos, segundo amigos da advogada. A família trabalha com a hipótese de ele ter se contaminado em uma ida a supermercado. Eduardo foi internado e intubado em um hospital de Brasília. Durante o tratamento, teve um AVC que foi fatal. No sábado, Karina Kufa homenageou Eduardo com uma mensagem: "Papai, descanse em paz! Vc será sempre o meu herói. Saiba que só me tornei uma mulher forte e determinada para ser o seu orgulho, nada me dava mais satisfação na vida do que ouvir vc falar de mim com admiração. Sei que estará olhando por nós! Mamãe, Dudu, Thiago, Amanda, Talita e as crianças terão só boas lembranças da sua passagem na terra. Cumpriu bem o seu papel aqui, construiu uma família unida pelo amor. Deus esteja com o senhor. Te amo!".