Pai recusa vacina e é proibido pela Justiça de ver filha de 1 ano

·1 minuto de leitura
A doctor or paramedic holds a syringe at the man's shoulder. The concept of medicine and health care, refusal of vaccination. Stop getting vaccinated. The refusing patient says
A doctor or paramedic holds a syringe at the man's shoulder. The concept of medicine and health care, refusal of vaccination. Stop getting vaccinated. The refusing patient says " NO " to the coronavirus and the covid-19 vaccine. Manual brake light.
  • A Justiça do RS proibiu um pai que se recusa a tomar a vacina contra Covid-19 de visitar a filha

  • Há dois meses, o homem contraiu a doença e transmitiu à criança de um ano

  • A mãe, vacinada com a primeira dose, solicitou a suspensão das visitas

A Justiça do Rio Grande do Sul proibiu um homem que se recusa a tomar a vacina contra a Covid-19 de visitar a filha de um ano, em Passo Fundo (RS).

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, a Defensoria Pública do Estado obteve na última quinta-feira (16) uma liminar garantindo a suspensão do direito de visita do pai.

Leia também

Os pais, separados, compartilham a guarda da criança, sendo garantido o direito à visitação. De acordo com o órgão público, há dois meses o pai contraiu Covid-19 e transmitiu a doença à filha.

Recuperado, o homem manteve os cuidados para enfrentamento da pandemia afirmou que não iria se vacinar. A mãe da criança, vacinada com a primeira dose, procurou a Defensoria para solicitar a suspensão das visitas temendo pela saúde da filha.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Após analisar o caso, a defensora pública Vivian Rigo ajuizou uma ação. No pedido, segundo o jornal O Estado de S. Paulo, ela justificou a suspensão das visitas afirmando que "não poderia deixar de buscar a tutela judicial para proteger a criança, diante da negligência do genitor para com a saúde da própria filha".

A liminar foi concedida pelo Juízo da Vara de Família da Comarca de Passo Fundo. Na decisão, o juiz afirmou: "Que os pais devem tomar todas as medidas necessárias para proteção dos infantes, que neste momento não estão sendo imunizados". A suspensão terminará assim que o pai se vacinar.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos