Pai salva bebê de 1 ano de se afogar em piscina após ser alertado pelo filho em GO; veja o vídeo

·2 min de leitura
  • Bebê de apenas 1 ano entrou na piscina e foi salva pelo pai

  • A câmera de segurança registrou o momento e as imagens foram divulgadas pela mãe da garota

  • A mulher revelou que foi o irmão da bebê, de 5 anos, que alertou o pai sobre a queda

Uma bebê de pouco mais de 1 ano foi salva do afogamento pelo próprio pai na casa da família em Matrinchã, interior de Goiás. O caso aconteceu em setembro, mas ganhou repercussão apenas nos últimos dias.

A mãe, Karlla Lohara, de 28 anos, divulgou imagens de uma câmera de segurança que registrou o ocorrido. O vídeo mostra Bella Araújo, de 1 ano e 4 meses, se aproximando da piscina e entrando na água.

A criança começa a se debater e se afoga por oito segundos, até que o pai, Cleyton Alves Pinto, de 38 anos, que aparece descansando em uma rede nas proximidades, corre e mergulha na piscina para resgatá-la.

O risco de uma piscina em casa. Miguel na cadeira, colorindo, o pai na rede e eu no quarto. Ela tem zero medo, mas depois desse episódio não quer nem passar perto da piscina”, escreveu Karlla, que disse ter postado o vídeo como “alerta para todos os pais”.

Bebê entrou na piscina e foi salva pelo pai - Foto: Reprodução
Bebê entrou na piscina e foi salva pelo pai - Foto: Reprodução

Em entrevista ao G1, a mulher relatou que havia acabado de trocar a roupa da criança e que, por isso, Cleyton acreditou que Bella ainda estava com ela. A bebê teve acesso à área da piscina porque seu irmão, Miguel, de 5 anos, deixou uma porta aberta ao sair da água momentos antes.

Irmão foi herói

Foi o próprio Miguel, porém, quem alertou o pai sobre o afogamento de Bella. No vídeo, o garoto aparece sentado e, pouco após queda da bebê, avisa Cleyton sobre o ocorrido.

"A gente percebe que ele [irmão] chamou pelas imagens da câmera. O pai acabou pegando no sono e ele gritou: ‘Papai, papai, a Bella'. Foram oito segundos. Foi muito rápido. A vida da gente pode acabar em segundos", disse Karlla.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos