Painel consultivo dos EUA quer mais dados antes de decidir sobre vacina da J&J

Julie Steenhuysen e Manas Mishra
·1 minuto de leitura
Logo da Janssen em unidade da empresa na Holanda

Por Julie Steenhuysen e Manas Mishra

(Reuters) - A vacina da Johnson & Johnson contra Covid-19 permaneceu no limbo nesta quarta-feira, quando um painel consultivo dos Estados Unidos solicitou mais dados antes de tomar uma decisão sobre se irá retomar o imunizante de dose única, adiando a votação por uma semana ou mais.

O painel consultivo do Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA decidiu adiar a votação sobre a melhor forma de usar a vacina da J&J, mesmo depois que um cientista da Agência de Alimentos e Medicamentos (FDA) disse aos consultores que acreditava que alertas do órgão permitiriam aos médicos avaliar os riscos e benefícios da vacina.

O painel está analisando seis casos relatados de coágulos sanguíneos cerebrais raros em mulheres que receberam a vacina da J&J, um dia depois que FDA e CDC recomendaram em conjunto pausar seu uso para avaliar a questão.

A médica Lynn Batha, epidemiologista do departamento de saúde de Minnesota, e vários outros falaram em favor de prorrogar a suspensão para coletar mais informações de segurança.

“Ao ter informações mais robustas, acredito que possamos estar mais confiantes sobre como falamos sobre a segurança desta vacina”, disse ela a outros membros do painel consultivo.