País permite que aulas de direção sejam pagas com sexo

Na Holanda, é possível pagar por aulas de direção de automóveis com sexo  e isso não configura prostituição. E não é de hoje. O governo holandês reafirmou a legalidade da prática, que tem causado controvérsia desde que passou a ser considerada legítima, em dezembro de 2015.

Foto Ilustrativa: Getty Images

A ministra dos Transportes, Melanie Schultz van Haegen, e o ministro da Justiça, Ard van der Steur, trataram do tema em resposta a uma pergunta apresentada no parlamento por Gert-Jan Segers, do conservador Partido da União Cristã. Os ministros observaram que, embora “indesejável”, a prática não é ilegal.

Os instrutores só podem oferecer as aulas em troca de sexo desde que os alunos tenham mais de 18 anos. Além disso, é ilegal oferecer sexo em troca de aulas.

Apelidada de “passeio por um passeio” (ou ‘ride for a ride’ ), a troca de sexo por aulas de condução de automóveis tem ganhado popularidade nas buscas na internet no país. O deputado Gert-Jan Segers disse que a prática deveria ser ilegal – mas, ao menos em seu discurso, o argumento do parlamentar não tem a ver com puritanismo: segundo ele, muitos instrutores de direção não teriam licença ministrar as aulas nem estariam declarando os serviços sexuais em seus impostos. A julgar por suas declarações, portanto, a preocupação é mais com a arrecadação de tributos e com a parte burocrática do trabalho dos instrutores do que necessariamente com a, por assim dizer, forma de pagamento escolhida.

Com informações da Veja.