Pais que torturaram menino são achados na casa de amigos

O casal foi preso na noite da última sexta-feira (6) em Uberlândia, no interior de Minas Gerais. Foto: Reprodução/TV Integração
O casal foi preso na noite da última sexta-feira (6) em Uberlândia, no interior de Minas Gerais. Foto: Reprodução/TV Integração
  • A prisão dos pais do menino de 11 anos que foi resgatado com sinais de tortura e maus-tratos em Itu aconteceu após denúncia anônima;

  • O casal foi preso na noite da última sexta-feira (6) em Uberlândia, no interior de Minas Gerais;

  • Os fugitivos não divulgaram há quanto tempo estavam foragidos em Uberlândia.

Após denúncia anônima, os pais do menino de 11 anos que foi resgatado com sinais de tortura e maus-tratos no município de Itu, em São Paulo, foram presos na noite da última sexta-feira (6) na cidade de Uberlândia, no interior de Minas Gerais. A informação é da Polícia Militar (PM) do Estado de Minas Gerais.

A dupla foi detida no Bairro Élisson Prieto, o antigo assentamento do Glória. Os fugitivos não divulgaram há quanto tempo estavam foragidos em Uberlândia. A única informação que deram é de que receberam abrigo de um casal de amigos.

Leia também:

"As informações [que recebemos] deram conta de que o casal estaria transitando em um veículo com características específicas, o qual foi abordado e foi feita a checagem da identidade deles e constatado se tratar dos mesmos", disse o tenente da PM, Wanderson Vaz.

Na residência do casal de amigos, a PM encontrou uma criança de 3 anos que seria filha dos foragidos. De acordo a polícia, a criança não tinha sinais de maus-tratos, e anunciou que o Conselho Tutelar acompanhará a família.

Na noite de quinta-feira (5), a Justiça havia decretado a prisão preventiva dos pais, depois que a Polícia Civil pediu a detenção do casal na terça-feira (3). O pedido teve como justificativa as torturas, lesão corporal e abandono de incapaz que envolveram o caso.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos