Países da União Europeia decidem restringir vistos a turistas russos

Países da União Europeia vão dificultar acesso de turistas russos como retaliação pela guerra a Ucrânia (Foto: Getty Images)
Países da União Europeia vão dificultar acesso de turistas russos como retaliação pela guerra a Ucrânia (Foto: Getty Images)

A União Europeia anunciou que vai restringir a concessão de vistos para turistas da Rússia. A medida é uma retaliação pela guerra na Ucrânia.

A medida já era esperada e prevê a suspensão de um acordo que facilitava vistos entre União Europeia e Rússia. Os países membros do bloco exigem vistos de turistas russos, mas, um acordo entre Moscou e Bruxelas havia facilitado esse processo.

Agora, com a mudança, a previsão é de que fique mais difícil e mais caro para um russo conseguir visitar países europeus que integram a aliança.

A decisão foi tomada pelos ministros das Relações Exteriores dos estados membros da União Europeia, reunidos na República Tcheca na última terça-feira (30). O anúncio oficial foi feito por Josep Borell, chefe da diplomacia do bloco.

“Nós concordamos com a suspensão total do acordo de facilitação de vistos União Europeia-Rússia”, disse Borell. “Isso reduzirá significativamente o número de novos vistos emitidos pelos estados membros da UE. Vai ser mais difícil, vai demorar mais.”

Na reunião, membros cogitaram uma proibição total da entrada dos russos, mas não houve consenso. Finlândia, Polônia, República Tcheca e os países bálticos apoiaram a restrição total, mas Alemanha, Grécia e Chipre, além da Comissão Europeia foram contrários.