Palácio de Buckingham não inclui príncipe Harry em roteiro da coroação de Charles III

O Palácio de Buckingham divulgou detalhes da coroação do rei Charles III, marcada para o dia 6 de maio. Na noite deste domingo, a residência oficial do monarca confirmou que ele e a rainha consorte, Camilla Parker, farão o tradicional aceno da sacada do edifício real. O momento costuma contar com a presença de membros da realeza. Apesar disso, o príncipe Harry e a esposa, Meghan Markle, não foram incluídos na lista de convidados. A informação foi revelada pelo jornal britânico The Mail on Sunday neste sábado.

'Muita coisa pode acontecer': príncipe Harry cogita não ir à coroação do pai

Preparativos para a coroação: saiba quais joias serão usadas na coroação de Charles III

Além dos duques de Sussex, o príncipe Andrew também ficará de fora da aparição pública. Assim como Harry e Meghan, ele não desempenha mais funções oficiais da família real britânica, por conta de um escândalo de abuso sexual envolvendo uma menor de idade nos anos 2000, nos Estados Unidos.

Andrew, que é o segundo filho da rainha Elizabeth II, perdeu o título honorífico da cidade inglesa de York em maio de 2022. Já o casal não é mais denominado como alteza há três anos.

Do livro de Harry à ira republicana: quatro desafios de Charles III

No início do mês, em entrevista ao jornalista Tom Bradby para a rede de televisão britânica Independent Television (ITV), Harry já havia cogitado uma possível ausência à cerimônia que vai coroar oficialmente o pai ao cargo. Na ocasião, ele comentou que muita coisa poderia acontecer até a data. A fala foi feita antes do lançamento de "Spare" ("O que sobra", no título em português), no dia 10 de janeiro. A autobiografia do filho mais nova da princesa Diana tem abalado a convivência entre ele e a família.

Contrato milionário: saiba quanto príncipe Harry vai lucrar com autobiografia que traz bastidores da realeza

Pênis congelado, drogas e virgindade: o que já se sabe sobre o livro do príncipe Harry

Na obra, o duque de Sussex dá detalhes de inúmeros bastidores da família real e da relação que mantém com outros membros, como o irmão e a cunhada. O nome do livro de memórias do príncipe, inclusive, é uma referência a uma suposta fala de Charles III feita após o nascimento de Harry. De acordo com ele, seu pai, na época ainda príncipe Charles, teria dito para a princesa Diana, sarcasticamente, que ele era uma "sobra".