Palestinos decididos a ir adiante com pedido de adesão a ONU

Khaled Desouki

Os palestinos reafirmaram nesta quarta-feira sua determinação de ir adiante em seu projeto de solicitar a adesão a ONU para um Estado Palestino, ao mesmo tempo que recusaram os recentes pedidos israelenses para reativar as negociações de paz.

"O trem palestino está agora em rota até Nova York", declarou à AFP o chefe de negociadores palestinos, Saeb Erakat, às vésperas da abertura, pela noite - em Doha - de uma reunião do Comitê de Assuntos Árabes.

Erakat minimizou as recentes declarações israelenses sobre a vontade do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu de reavivar as negociações de paz com os palestinos.

"São escapes dos serviços de Netanyahu, que nós vemos como uma manobra e uma simples operação de relações públicas", disse.

A Autoridade Palestina, descontente pelo estancamento do processo de paz após a não-renovação de uma moratória parcial da colonização israelense, no ano passado, anunciou que lançaria uma iniciativa para fazer reconhecer um Estado Palestino na Assembleia Geral da ONU, em setembro, em Nova York.

Israel e Estados Unidos se opõe à iniciativa palestina ante a ONU, e insistem na necessidade de negociações diretas para por fim ao conflito do Oriente Médio e permitir o estabelecimento de um Estado palestino.