Palmeiras e Corinthians decidem o Brasileiro Feminino e dão ainda mais peso ao clássico

A tradicional rivalidade entre Palmeiras e Corinthians é relativamente nova no futebol feminino. Mesmo sem uma história longa entre as mulheres, ela foi incorporada de forma intensa e ganhará ainda mais peso hoje, às 21h, com a primeira grande final entre as duas equipes paulistas no Campeonato Brasileiro A-1.

Desde muito cedo nesta edição, as palestrinas foram colocadas como o time com potencial de parar o atual campeão e terão a oportunidade de construir uma vantagem em casa, na partida de ida da decisão.

A volta está marcada para o dia 26, na Neo Química Arena. Os encontros terão transmissão na TV aberta pela Band, na fechada pelo Sportv e na internet através do Tik Tok.

Os dois times se enfrentaram apenas quatro vezes pelo torneio. Foram duas vitórias para o Corinthians e dois empates. Na estreia do Palmeiras na elite do futebol feminino, a equipe conseguiu chegar até as semifinais e caiu justamente para o rival. O reencontro na decisão promete acirrar ainda mais essa rivalidade, que se torna representativa diante do cenário de crescente valorização da modalidade.

— Não só pela final, mas pelo que o campeonato mostrou, acredito que foi, sim, a maior edição . Tem sido uma crescente importante para o futebol feminino no país, com investimento e organização dos times — disse Arthur Elias, técnico do Corinthians. — Sem dúvida um clássico dessa dimensão numa final engrandece essa disputa, com os dois times de melhores campanhas até aqui, desde a primeira fase. Nada mais justo e merecido.

O comandante da equipe adversária concorda:

— Palmeiras e Corinthians têm uma rivalidade centenária e histórica. Acho também que é a maior edição e também concordo que chegaram as duas melhores equipes. Teremos de jogar muita bola, porque o adversário é muito difícil, mas estamos bem preparados — afirma Ricardo Belli, treinador do Palmeiras.

Por ter feito melhor campanha até aqui, o Corinthians tem o direito de fazer o segundo duelo em casa. Essa é a única vantagem, já que a decisão não tem gol qualificado. A equipe chega à sua quinta final seguida do Brasileiro. Atual campeão, o time vai em busca do primeiro tricampeonato da história do torneio após ganhar também em 2018.

Já o Palmeiras tenta um troféu inédito, que seria o primeiro desde que reativou o departamento feminino, em 2019. As duas equipes já garantiram vaga para a Libertadores feminina.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos