Palmeiras e outros dois times já representaram a seleção brasileira; relembre

Assim que Richarlisson decidiu para o Brasil contra a Sérvia, marcando os dois gols, torcedores do Fluminense fizeram questão de ressaltar a ligação dele com o clube nas redes sociais. Provavelmente o mesmo ocorreria com os flamenguistas caso o herói do jogo tivesse sido Vini Jr ou Paquetá. Em tempos de seleção dominada por atletas que atuam na Europa, o orgulho clubista passou a ser alimentado pelas raízes. Mas já houve tempo em que não era assim. E mais: o Brasil já atuou com 11 jogadores de um único time - o sonho de todo torcedor.

Não foi apenas uma vez que isso ocorreu. Ao menos três vezes, um time inteiro vestiu a camisa da seleção e representou o país. Mas importante destacar que isso nunca se passou numa Copa do Mundo. Nem mesmo num jogo de campeonato. Apenas em amistosos. O EXTRA relembra abaixo estas histórias.

Palmeiras (1965)

Como parte das comemorações da inauguração do Mineirão, foi marcado um jogo entre Brasil e Uruguai. Campeão paulista em 1963 e vice-campeão nos dois anos seguintes, o Palmeiras era considerado um dos melhores times da época. E foi convidado para representar a seleção, o que fez com muita competência: vitória por 3 a 0 sobre os bicampeões do mundo, gols de Rinaldo, Tupãzinho e Germano.

É comum dizerem que os palmeirenses foram os únicos a representar a seleção. Não é bem assim. Outros times o fizeram. A exclusividade do clube paulista é a de ter sido só ele a ceder tanto o plantel quanto a comissão técnica.

Corinthians (1965)

A Confederação Brasileira de Desportos, antecessora da CBF, repetiu a dose e, naquele mesmo ano, voltou a convidar um clube para atuar pela seleção. O escolhido foi o Corinthians, que prontamente aceitou a oferta de representar o país em amistoso contra o Arsenal, em Londres.

Só que a experiência não foi das melhores. Dois dias antes do amistoso, os corintianos tinham jogo contra o Santos de Pelé pelo Campeonato Paulista. Tiveram que se dirigir para o aeroporto logo assim que o apito final foi dado. Para completar, deixaram São Paulo sob 30ºC e desceram do avião em Londres com um frio de -3ºC. O resultado do combo cansaço + frio foi uma derrota por 2 a 0.

Uma curiosidade é que, após o jogo, as duas equipes receberam a visita do Príncipe Philip no vestiário. O papo com o marido da Rainha Elizabeth durou horas.

Em 2013, o Corinthians chegou a lançar uma camisa comemorativa para lembrar da data. Ela tinha a cor azul, a mesma usada em 1965.

Atlético-MG (1968)

A última vez em que um time de futebol representou a seleção brasileira foi em 1968. A honra coube ao Atlético-MG, que enfrentou - e venceu - a Iugoslávia por 3 a 2 no Mineirão. Os gols foram marcados por Vaguinho, Amauri e Ronaldo Drummond.

O jogo em Belo Horizonte ocorreu dois dias depois de um empate em 3 a 3 entre os vice-campeões europeus e o Brasil "oficial" de Pelé, Rivellino e Tostão, no Maracanã. Este resultado levou à destituição da Comissão Selecionadora Nacional, um comitê de técnicos que definia as convocações e escalações (Aimoré Moreira é quem dirigia o time à beira do gramado).

Internacional (1984)*

Há quem lembre dos jogadores do Internacional com a camisa da seleção brasileira na Olimpíada de Los Angeles-1984. Mas o Brasil não disputou os Jogos com um time 100% colorado. Os gaúchos cederam seus 11 titulares. Mas atletas de outros clubes, como Flamengo, Santos e Corinthians completaram o elenco, que retornou ao país com a medalha de prata.