Palmeiras e São Paulo pioraram com duas semanas de treinos

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Abel Ferreira viu o Palmeiras ser batido pelo Flamengo, sem poder de reação. Foto: Marcello Zambrana/AGIF
Abel Ferreira viu o Palmeiras ser batido pelo Flamengo, sem poder de reação. Foto: Marcello Zambrana/AGIF

Abel Ferreira e Hernán Crespo reclamaram do calendário, desde que chegaram ao futebol brasileiro. Os dois tiveram razão em vários dos seus argumentos, mesmo sabendo o que iriam encontrar. Depois de uma temporada e meia achatada por causa da pandemia, os estrangeiros foram premiados com duas semanas livres de jogos, por causa das convocações de jogadores para as Seleções nacionais. 

Então, com tempo para trabalhar, esperávamos ver Palmeiras e São Paulo com evolução e atuações convincentes contra Flamengo e Fluminense. Nada disso. As duas equipes apresentaram desempenhos fracos e foram batidas sem poder de reação. Parece que o tempo livre nã foi aproveitado. 

Leia também:

Os resultados negativos vão para as contas dos treinadores. Abel viu o Palmeiras ser derrotado pelo mistão do Flamengo, com time apático e pouco competitivo. O português viu o Galo abrir sete pontos na liderança e o Fla encostar, com duas partidas a menos, na Série A do Brasileiro. 

Crespo escalou mais um SP diferente e levou o castigo, com um futebol abaixo da média. O tricolor vive situação muito ruim, ameaçado de rebaixamento, com a 16ª posição.  

Abel tem lastro e ganhou dois títulos enormes em sequência, mas o Palmeiras hoje tem mais baixos do que altos e entra como franco-atirador no mata-mata da Libertadores contra o Galo. 

Crespo ganhou o Paulista, mas o elenco perdeu identidade e força, sobrevivendo das quartas-de-final da Copa do Brasil, no confronto a disputar com o Fortaleza. 

E aí, Abel e Crespo? Como conseguiram piorar os times, com tempo para treinar? Aguardamos as respostas. 

>> Ouça o 'Segunda Bola', o podcast do Yahoo com Alexandre Praetzel e Jorge Nicola

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos