Palmeiras prioriza Rodrigo Caetano e executivo fica perto de deixar o Inter

Diogo Dantas
Rodrigo Caetano passou pelo Flamengo entre dezembro de 2014 e março de 2018

A reformulação no futebol do Palmeiras depois da derrota para o Flamengo pode levar ao clube paulista um velho conhecido da torcida rubro-negra. Responsável pela reestruturação do futebol do clube carioca entre 2014 e 2018, Rodrigo Caetano tem conversas adiantadas com a diretoria alviverde e é o primeiro na lista para substituir Alexandre Mattos como diretor executivo.

A reportagem apurou que Caetano, hoje no Internacional, já sinalizou que vai dar uma resposta se aceita ouvir uma proposta do Palmeiras até esta sexta-feira. Caso seja positiva, o acordo pode ser selado em seguida.

Nos bastidores, a semana foi agitada em razão da partida entre Inter e São Paulo, mas após o jogo o executivo intensificou as conversas. A imprensa gaúcha trata desde a semana passada a saída como provável e um prejuízo ao clube.

No Inter, Rodrigo Caetano renovou contrato até o fim de 2020, após implementar um bom trabalho no futebol com poucos recursos. A estabilidade do trabalho, porém, foi abalada com a saída do técnico Odair Helmann e a queda na Libertadores e na Copa do Brasil, competição esta do qual foi finalista.

Com a decepção no Palmeiras pela falta de títulos, a diretoria do clube paulista foi ao mercado e buscou referências de diversos profissionais. Conta a favor de Caetano, 49 anos, a experiências em grandes equipes. Apesar de não ter conseguido grandes títulos recentemente.

Entre as opções do Palmeiras apareceu também o nome de Diego Cerri, do Bahia, que também fez um trabalho de reestruturação. Paulo Pelaipe, do Flamengo, chegou a ser comentado, mas tem serviço bem avaliado como gerente de futebol no Rio atualmente.