Palmeiras se diz consternado com queimadas na Amazônia e cobra ação do governo

O Palmeiras se manifestou sobre as queimadas na Amazônia e cobrou ações do governo para cessar o problema na região. O clube publicou uma mensagem em seu perfil no Twitter pedindo uma ação das autoridades responsáveis.

"Não deixem que o verde se torne cinza. Nós, que amamos o verde, estamos consternados com as notícias sobre queimadas na Floresta Amazônica. Clamamos àqueles com poder para interceder na situação que cumpram com o seu papel, ajudando a proteger e preservar esse patrimônio brasileiro e da humanidade", escreveu o clube, lançando a hashtag #PorUmFuturoMaisVerde.

Leia também:

O pedido do Palmeiras não foi o único. Desde o início da semana, alguns jogadores vêm se manifestando sobre a situação na Amazônia. Cristiano Ronaldo, Daniel Alves e até Kylian Mbappé se manifestaram sobre o caso. As queimadas na região aumentaram 82% em relação ao mesmo período em 2018 segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

A cobrança da diretoria do Palmeiras contrasta com uma situação que tem sido cada vez mais comum. O presidente Jair Bolsonaro, que não trata o assunto da mesma forma, é um grande parceiro do clube. Ele já foi ao Allianz Parque em algumas oportunidades para assistir às partidas da equipe que se diz torcedor. No ano passado, participou da cerimônia de entrega da taça do Campeonato Brasileiro. Em 2019, depois de sua posse, ele já foi ao local para assistir a um jogo do Palmeiras.

Siga o Yahoo Esportes: Twitter | Instagram | Facebook | Spotify | iTunes |