Pamella Holanda sobre DJ Ivis: 'tinha medo de ser desacreditada pelo fato dele ser conhecido'

·1 minuto de leitura

RIO - "A sensação que eu tenho é que não sou. Que não é minha vida. Eu não consigo assimilar que sou eu ali”, disse a arquiteta Pamella Gomes de Holanda, de 27 anos, ao assistir novamente as imagens das agressões do DJ Ivis, no programa ‘Encontro com Fátima’, na Rede Globo nesta terça-feira.

Durane entrevista, Pamella contou que as câmeras de segurança foram instaladas na residência com a chegada da Mel, a filha do casal, que hoje tem nove meses. E que as agressões começaram quando ainda estava grávida.

DJ Ivis agrediu Pamella:cinco dicas para ajudar uma vítima de violência doméstica

- Eu tentava justificar que ele fazia aquilo por conta do temperamento dele – disse.

Ao ser questionada pela apresentadora quando resolveu denunciar, a arquiteta rebateu que “tinha medo de que fosse desacreditada pelo fato dele ser conhecido e ter influência”.

- A gente vive num país machista. Eu tinha medo pelo fato dele ser homem e eu mulher, e a gente quase não ter voz e espaço. A gente tem que gritar, esbravejar para ser ouvida. Eu pensei ‘eu tenho que provar que isso acontece. Se fosse só a minha palavra contra a dele eu teria que provar.- esclareceu.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos