Pandemia agravou ameaças à segurança de políticos e personalidades públicas na Holanda

·1 min de leitura

As ameaças contra a vida de políticos e figuras públicas como cientistas, médicos e jornalistas é um fenômeno cada vez mais preocupante na Holanda, agravado pelas restrições sanitárias devido à Covid-19. O aumento nos casos, registrados a partir de 2016, mostram à polícia e à justiça a necessidade de levar a sério cada ameaça individualmente e que as penas sejam mais duras, de acordo com o grau da ameaça.

Clívia Caracciolo, da Holanda

Segundo registros da chamada Equipe de Proteção a Politícos Ameaçados (em tradução livre), vinculada ao Ministério Público, em 2016 foram registradas 65 ameaças ou abusos. Em 2017, o número de casos subiu para 90. No ano seguinte foram registradas 362 ameaças e, em 2019, houve uma queda para 206 casos. Os dados de 2020 ainda estão sendo analisados para identificar se são puníveis ou não, mas um porta-voz do Ministério Público adiantou que certamente vai ser registrado um aumento, a partir do começo da crise do coronavírus, porque a exposição de políticos e profissionais de saúde, além de jornalistas, foi uma consequência inevitável.

O primeiro-ministro Mark Rutte, que iniciou segunda-feira (10) o seu quarto mandato, é alvo constante de ameaças e ataques, e que se intensificaram a partir de 2020, segundo o relatório da Coordenação Nacional de Segurança e Combate ao Terrorismo. A lista de possíveis ataques com sentença de morte a Rutte é longa e vem dos quatro cantos da Holanda, segundo o relatório

Autores das ameaças


Leia mais

Leia também:
Justiça holandesa proíbe político de comparar restrições da Covid-19 com Holocausto
Holanda anuncia que 13 passageiros vindos da África do Sul são portadores da variante ômicron
Contra avanço rápido de ômicron, Holanda fecha escolas e Inglaterra instaura passaporte sanitário

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos