Pandemia impacta o setor cultural; mais de 900 mil perderam emprego

·2 min de leitura
Pandemia impacta o setor cultural; Mais de 900 mil perderam o emprego no período
Pandemia impacta o setor cultural; Mais de 900 mil perderam o emprego no período
  • Cerca de 12% dos trabalhadores do setor perderam seus empregos;

  • Em 2019 o número total de empregados da cultura era de 5,5 milhões, já no começo de 2020 o número caiu para 4,6 milhões;

  • Houve uma retomada gradual nos últimos nove meses de 2021, 340 mil trabalhadores foram contratados no segmento.

Mais de 900 mil trabalhadores do setor cultural perderam seus empregos durante a pandemia. O segmento vivia um momento de ascensão até final de 2019, quando chegou a empregar 5,5 milhões de pessoas no país. Já no início de 2020, quando o país começava a tomar medidas de isolamento social, o número de empregos no setor caiu para 4,6 milhões. Os dados foram divulgados pelo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), nesta quinta-feira, 27.

O estudo analisa o mercado de trabalho no intervalo compreendido entre o primeiro trimestre de 2018 e o último trimestre de 2021. Nos últimos nove meses de pesquisa, entre março e dezembro do ano passado, foi observada uma evolução gradual na retomada dos postos de trabalho no segmento cultural. Um total de 340 mil trabalhadores foram contratados no período, atingindo assim, um número 5 milhões de postos ocupados.

Na pesquisa trabalhadores do setor não cultural também geraram dados. No final de 2019, 89 milhões de pessoas ocupavam cargos de trabalho não relacionados à cultura. Já em meados de 2020 o número caiu para 78 milhões. No entanto, o número de empregados também aumentou no ano passado, atingindo a marca de 83 milhões de pessoas.

De acordo com o Ipea , o mercado de trabalho do setor cultural seguiu uma tendência também encontrada no conjunto de pessoas ocupadas no setor não cultural, ou seja, um crescimento gradual de 2018 até o primeiro trimestre de 2020, seguido por uma redução do número de pessoas ocupadas, coincidente com o período da pandemia. O setor cultural anotou máxima queda de 16% no número de postos de trabalho, enquanto no setor não-cultural a queda foi de 14%.

Desemprego cai a 12,1% no trimestre encerrado em outubro do ano passado e retoma patamar pré-pandemia, diz IBGE

A taxa de desemprego no Brasil recuou para 12,1% no trimestre encerrado em outubro do ano passado, menor patamar desde fevereiro de 2020, a informação foi dada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) Na comparação com o trimestre anterior (maio-julho), a taxa de desemprego caiu 1,6 ponto. Ainda assim, a população desocupada é de 12,9 milhões.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos