Pandemia: na volta ao estágio Amarelo 2, bares, quiosques e escolas são reabertos em Niterói

Giovanni Mourão
·2 minuto de leitura

NITERÓI — Com a redução do número de novos casos e de internações hospitalares por Covid-19, Niterói retorna hoje ao estágio Amarelo 2 (Alerta Máximo) após mais de um mês no estágio Laranja (Atenção Máxima), o que permite maior flexibilização de atividades e serviços. Está autorizado o retorno das aulas presenciais nas escolas particulares em todos os níveis, assim como a reabertura de quiosques de praia, bares, restaurantes bufê, casas de festas e feiras de artesanato.

As igrejas agora podem receber um público de até 30% de sua capacidade (antes, eram 10%). O comércio de rua e os shoppings poderão funcionar em horário ampliado, enquanto bares e restaurantes bufê podem abrir das 11h à meia- noite. Os quiosques, por sua vez, voltam a poder funcionar das 8h às 18h.

As novidades foram publicadas no Diário Oficial de sábado, mas adiantadas pelo prefeito Axel Grael em live transmitida pelas redes sociais da prefeitura na última quinta.

— As medidas (de restrição) que tomamos foram duras, mas necessárias. A curva de casos e internações decresceu e está de volta sob controle, possibilitando o retorno à bandeira Amarela — disse.

Dados da mais recente planilha de indicadores da pandemia apontam que, em uma semana, o número de pacientes internados em leitos de UTI públicos e privados caiu de 302 para 266. Os leitos de enfermaria também registraram queda de ocupação, de 266 para 232. E foram registrados 439 novos casos de Covid-19, 50 a menos do que na semana anterior. O indicador síntese caiu de 10,1 para 9 pontos.

Retorno gradual

Na live, o secretário municipal de Educação, Vinicius Wu, destacou que, na rede municipal, as escolas de ensino infantil e fundamental continuarão a retomar as atividades de forma gradual. Na semana passada, sete unidades reabriram e, esta semana, outras sete o farão.

— Implementamos o ensino híbrido com turmas e horários reduzidos, respeitando os protocolos sanitários. A partir de amanhã (sexta passada), todos os profissionais que atuam nas unidades em funcionamento serão testados (para Covid-19) — enfatizou Wu.

O presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal, vereador Paulo Eduardo Gomes (PSOL), visitou as escolas ao longo da semana, com seu colega de partido Professor Túlio, e se disse preocupado com a retomada.

— Em especial, nas escolas de ensino fundamental, é evidente a falta de condições de atender a critérios de distanciamento e higienização. O secretário de Educação se comprometeu a fechar qualquer escola onde for comprovada a violação sanitária — disse Paulo Eduardo.

Professor Túlio concordou:

— Notamos alguns pontos fora dos protocolos sanitários, como escolas verticalizadas e corredores estreitos, além do uso de máscaras que não estão no padrão exigido. Observamos ainda problemas de infraestrutura e pedimos, por meio de ofício à prefeitura, obras de adequação nas escolas Levi Carneiro e André Trouché.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)