Pandemia reduzirá PIB global em US$ 22 trilhões entre 2020 e 2025, diz FMI

·1 minuto de leitura
Logo do Fundo Monetário Internacional (FMI)

A pandemia reduzirá em 22 trilhões de dólares o PIB global entre 2020 e 2025, afirmou em coletiva de imprensa a chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI), Gita Gopinath, nesta terça-feira (26).

Esta "perda acumulada" é em relação aos níveis do PIB projetados antes da crise econômica provocada pela covid-19, destacou Gopinath.

Na atualização de seu relatório sobre "Perspectivas Econômicas Mundiais" (WEO, nas siglas em inglês), o FMI estimou que em 2021 a economia global vai crescer 5,5%, o que representa uma melhora de 0,3 pp em relação aos cálculos realizados em outubro.

Os economistas projetaram que a contração da economia global em 2020 foi de 3,5%, longe das previsões mais sombrias feitas em junho de uma queda do PIB de 5,2% no ano passado.

"Embora o colapso estimado para 2020 seja menos extremo do que o que projetamos em outubro, essa crise ainda é a pior contração em tempos de paz desde a Grande Depressão", explicou Gopinath.

Para 2022, o FMI manteve seus cálculos de que a economia global crescerá 4,2%, mas a entidade alertou que esta previsão está marcada por uma "incerteza excepcional" e que a recuperação é "incompleta e desigual".

an/dga/aa