Panfleto do PT aos evangélicos diz que “não é pecado votar em Lula”

Lula se encontrou com evangélicos em São Gonçalo (RJ) nesta sexta-feira (9) (AFP)
Lula se encontrou com evangélicos em São Gonçalo (RJ) nesta sexta-feira (9)

(AFP)

  • Campanha de Lula começa a distribuir panfletos focados nos eleitorres evangélicos;

  • Material traz letra de jingle e frases como "Não é pecado votar em Lula”;

  • Objetivo é combater pastores bolsonaristas que dizem que evangélicos não devem votar no PT.

A campanha de Lula (PT) começou a distribuir, nesta sexta-feira (9), panfletos com os dizeres “Não é pecado votar em Lula”. A estratégia adotada pelo candidato à Presidência visa combater pastores bolsonaristas que afirmam que evangélicos não devem votar no PT nem em políticos de esquerda.

A entrega do material foi feita em São Gonçalo, Rio de Janeiro, onde o ex-presidente participou de um encontro com eleitores que se declaram da religião. No ato, Lula disse que “ninguém deve utilizar o nome de Deus para tentar ganhar votos” e defendeu que o Estado não deve ter religião, e sim cuidar para que as igrejas tenham liberdade.

O panfleto traz o escrito o jingle feito exclusivamente para o eleitorado evangélico, cujo refrão diz “O crente deve sim em Lula votar, o crente deve sim, não é pecado, não”. Também foram entregues folhetos com as propostas do petista, escritos de forma acessível e contendo um versículo da Bíblia antes de cada tema – como educação, saúde e aposentadoria. Um dos títulos ainda diz “Queremos cuidar da criação de Deus”.

No encontro com os evangélicos, Lula criticou seu principal adversário político, Jair Bolsonaro (PL), acusando-o de mentir e de facilitar o acesso a armas a “bandidos que estão se armando para vencer o próprio Estado”.

O que diz o jingle evangélico de Lula

“Será que o crente deve votar em Lula, buscando ser feliz

Será que o crente deve mudar a história do nosso país

REFRÃO

O crente deve sim, em Lula votar

O crente deve sim, não é pecado não!

O crente deve sim a vida festejar e crer que dias melhores virão.

Ter tempo com a família

Com os filhos brincar, emprego, lazer, saúde e educação

E tudo mais leve pode se tornar,

Sem medo da vida perder sem explicação.

Não promover a morte

Botar na mesa o pão

Mudar a nossa sorte

Unir nossa nação

De leste a oeste, sul e norte

Vamos dar as mãos”.

Veja as últimas pesquisas eleitorais para presidente: