Panfletos de candidatos lotam calçadas perto de locais de votação em SP

MARIANA FREIRE
·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Panfletos de candidatos lotaram ruas e calçadas de vários locais de votação de São Paulo neste domingo (15), primeiro turno das eleições municipais. Em volta de dois pontos de votação na zona leste, nas escolas Santa Catarina, na Mooca, e Cidade de Hiroshima, em Itaquera, as ruas próximas estavam tomadas de "santinhos" de candidatos. Muitos dos eleitores que passavam reclamavam e apontavam o risco de queda. A bancária Renata Lapa, 46, acompanhou a mãe, Ivani Lopes, 82 anos, na votação em Itaquera. "Tenho muita vontade de votar", diz a idosa. Para ela, que tem dificuldade de locomoção devido a uma cirurgia no joelho, os panfletos espalhados pelo chão são um risco. "Isso é muito ruim, mas é algo que não sei se vai mudar", afirma a filha. Na porta principal do colégio, funcionários varreram o excesso de papéis, mas eles se espalhavam pela rua e outras calçadas. Em dois colégios visitados na tarde deste domingo (15) -Mackenzie, em Higienópolis, na região central, e o Conselheiro Antonio Prado, na Barra Funda, na zona oeste-, as calçadas estavam limpas. Do lado de fora da escola Cidade de Hiroshima, a reportagem do Agora viu quatro pessoas distribuindo as propagandas e abordando eleitores que chegavam, o que não é permitido pela lei eleitoral. Uma delas estava bem à frente do portão de entrada. No Centro Universitário Anhanguera, no Campo Limpo, zona sul de São Paulo, as calçadas também estavam cheias de "santinhos" de candidatos. Parte do material foi recolhido e colocados em sacos de lixo. A reportagem questionou o TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo) sobre o cumprimento da lei eleitoral e coibição de práticas ilegais e aguarda retorno.