PANORAMA ELEITORAL-À espera de Datafolha, Lula fala a evangélicos no Rio e Bolsonaro vai a Tocantins e Maranhão

No Rio de Janeiro, homem corre diante de barraca com banners alusivos aos candidatos à presidência

Por Eduardo Simões

(Reuters) - A sexta-feira será marcada pela expectativa pela divulgação de nova pesquisa Datafolha, prevista para esta noite e que deve mostrar eventuais impactos na disputa pelo Palácio do Planalto em outubro das manifestações de apoiadores do presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL) no feriado de 7 de Setembro.

Antes disso, pela manhã, o líder nas pesquisas, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), tem encontro com evangélicos em São Gonçalo, no Rio de Janeiro, em mais um aceno de sua campanha a um eleitorado no qual, segundo as sondagens, Bolsonaro tem ampla vantagem.

O presidente, por sua vez, passará o dia fazendo campanha em Tocantins e no Maranhão.

Veja abaixo os principais destaques do cenário eleitoral.

IMPACTOS DO 7 DE SETEMBRO

Levantamento do Datafolha feito entre quinta e esta sexta-feira mostrará se e quais impactos os atos pró-Bolsonaro no feriado da Independência tiveram na disputa presidencial, depois de o presidente transformar as comemorações do Bicentenário da Independência em um ato de campanha eleitoral, numa tentativa de mostrar força diante de seus constantes embates com o Poder Judiciário.

A pesquisa, que faz entrevistas presenciais, atrai mais atenção num cenário de certa estabilidade nos mais recentes levantamentos de diversos institutos. Datafolha é o que mostra a maior vantagem para Lula, 13 pontos a mais que Bolsonaro nas simulações de primeiro turno.

ACENO A EVANGÉLICOS

Ao lado de seu candidato a vice, o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSB), conhecido por ser um católico fervoroso, Lula se reunirá com evangélicos em São Gonçalo, no Rio de Janeiro, numa aparente tentativa de reduzir a vantagem de Bolsonaro nessa parcela do eleitorado, que representa, segundo as amostragens dos institutos, algo entre um quarto e um terço dos eleitores.

Pesquisa Genial/Quaest divulgada na quarta-feira mostrou Bolsonaro com 53% da preferência entre o eleitorado evangélico, enquanto Lula aparece com 26% neste grupo. Levando em conta o eleitorado total, de acordo com a pesquisa, Lula lidera com 44%, contra 34% de Bolsonaro.

Embora tanto Lula quanto Bolsonaro sejam católicos, o candidato à reeleição faz acenos constantes aos evangélicos --nomeando inclusive André Mendonça, a quem chamou de "terrivelmente evangélico", a uma cadeira no STF-- e tem focado em uma pauta conservadora de costumes para agradar este grupo.

TOCANTINS E MARANHÃO

Sem compromissos oficiais na agenda como presidente, Bolsonaro passará a sexta-feira entre Maranhão e Tocantins em atividades de campanha, incluindo uma de suas tradicionais motociatas.

Na véspera, dia seguinte aos atos de 7 de Setembro, o presidente decidiu cancelar a ida a uma cerimônia alusiva ao Bicentenário da Independência no Congresso Nacional --que contou com as participações dos presidentes da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), do Congresso Nacional, senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG), e do STF, Luiz Fux-- preferindo, em vez de ir à solenidade, tirar fotos e conversar com apoiadores que o aguardavam na saída do Palácio da Alvorada.

PRÓXIMAS PESQUISAS ELEITORAIS

Datafolha - 9 de setembro, sexta-feira

Ipespe - 10 de setembro, sábado

BTG/FSB - 12 de setembro, segunda-feira

Ipec - 12 de setembro, segunda-feira

Genial/Quaest - 14 de setembro, quarta-feira

PoderData - 14 de setembro, quarta-feira

ÚLTIMAS PESQUISAS DIVULGADAS

PODERDATA

Divulgada em 7 de setembro

Margem de erro de 2 pontos percentuais

1º turno:

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) - 43%

Jair Bolsonaro (PL) - 37%

Ciro Gomes (PDT) - 8%

Simone Tebet (MDB) - 5%

Outros - 0%

Brancos e nulos - 3%

Não sabem - 2%

2º turno:

Lula (PT) - 52%

Bolsonaro (PL) - 40%

GENIAL/QUAEST

Divulgada em 7 de setembro

Margem de erro de 2 pontos percentuais

1º turno:

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) - 44%

Jair Bolsonaro (PL) - 34%

Ciro Gomes (PDT) - 7%

Simone Tebet (MDB) - 4%

Outros - 1%

Brancos e nulos - 4%

Não sabem - 5%

2º turno:

Lula (PT) - 51%

Bolsonaro (PL) - 39%

IPEC

Divulgada em 5 de setembro

Margem de erro de 2 pontos percentuais

1º turno:

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) - 44%

Jair Bolsonaro (PL) - 31%

Ciro Gomes (PDT) - 8%

Simone Tebet (MDB) - 4%

Outros - 2%

Brancos e nulos - 6%

Não sabem - 5%

2º turno:

Lula (PT) - 52%

Bolsonaro (PL) - 36%

BTG/FSB

Divulgada em 5 de setembro

Margem de erro de 2 pontos percentuais

1º turno:

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) - 42%

Jair Bolsonaro (PL) - 34%

Ciro Gomes (PDT) - 8%

Simone Tebet (MDB) - 6%

Outros - 3%

Branco/nulo/nenhum - 4%

Não sabem/não responderam - 3%

2º turno:

Lula (PT) - 53%

Bolsonaro (PL) - 40%

IPESPE

Divulgada em 3 de setembro

Margem de erro de 3 pontos percentuais

1º turno:

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) - 44%

Jair Bolsonaro (PL) - 35%

Ciro Gomes (PDT) - 9%

Simone Tebet (MDB) - 5%

Outros - 2%

Brancos, nulos - 3%

Não sabem - 2%

2º turno:

Lula (PT) - 53%

Bolsonaro (PL) - 38%

DATAFOLHA

Divulgada em 1 de setembro

Margem de erro de 2 pontos percentuais

1º turno:

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) - 45%

Jair Bolsonaro (PL) - 32%

Ciro Gomes (PDT) - 9%

Simone Tebet (MDB) - 5%

Outros - 3%

Brancos, nulos - 4%

Não sabem - 2%

2º turno:

Lula (PT) - 53%

Bolsonaro (PL) - 38%

XP/IPESPE

Divulgada em 31 de agosto

Margem de erro de 2,2 pontos percentuais

1º turno:

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) - 43%

Jair Bolsonaro (PL) - 35%

Ciro Gomes (PDT) - 9%

Simone Tebet (MDB) - 5%

Outros - 1%

Brancos e nulos - 4%

Não sabem - 2%

2º turno:

Lula (PT) - 53%

Bolsonaro (PL) - 38%

CNT/MDA

Divulgada em 30 de agosto

Margem de erro de 2,2 pontos percentuais

1º turno:

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) - 42,3%

Jair Bolsonaro (PL) - 34,1%

Ciro Gomes (PDT) - 7,3%

Simone Tebet (MDB) - 2,3%

Outros - 1,1%

Brancos e nulos - 5%

Não sabem - 7,8%

2º turno:

Lula (PT) - 50,1%

Bolsonaro (PL) - 38,8%

ATLASINTEL

Divulgada em 25 de agosto

Margem de erro de 1 ponto percentual

1º turno:

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) - 46,7%

Jair Bolsonaro (PL) - 38,3%

Ciro Gomes (PDT) - 6,4%

Simone Tebet (MDB) - 3,6%

Outros - 3,1%

Branco/nulo/indecisos - 1,9%

2º turno:

Lula (PT) - 51,8%

Bolsonaro (PL) - 40,8%

(Reportagem adicional de Fernando Cardoso; Edição de)