PANORAMA ELEITORAL-Lula e Bolsonaro fazem campanha em pontos opostos do país

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva discursa durante comício em Manaus

Por Eduardo Simões

SÃO PAULO (Reuters) - Principais postulantes ao Palácio do Planalto, segundo as pesquisas de intenção de voto e em pólos opostos no espectro político, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL) farão campanha em pontos geográficos opostos do país nesta sexta-feira, com o petista no Norte e Nordeste e o candidato à reeleição no Sul.

A sexta também começa com a repercussão dos números do Datafolha, divulgados na véspera, que foi mais um levantamento a mostrar cenário estável na disputa pela Presidência, ao mesmo tempo que indicou maiores chances da necessidade de um segundo turno entre Lula e Bolsonaro no dia 30 de outubro.

No fim de semana, por ora, Bolsonaro deve permanecer na Região Sul, no sábado, fazendo campanha em Porto Alegre, enquanto Lula tem, até o momento, um encontro marcado no domingo com trabalhadoras domésticas no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo.

Veja abaixo os principais destaque do dia eleitoral.

DATAFOLHA APONTA PARA 2º TURNO

Novo levantamento do instituto, divulgado na noite de quinta, colocou Lula com 45%, ante 47% na pesquisa anterior, e Bolsonaro mantendo-se em 32%. Também indicou avanço das intenções de voto em Ciro Gomes (PDT) e Simone Tebet (MDB), e com isso menores chances de Lula conseguir eleger-se em primeiro turno.

A simulação de segundo turno entre o ex e o atual presidentes colocou o petista com 53% contra 38% do candidato à reeleição.

PARÁ E MARANHÃO

Lula começa a sexta-feira com mais um ato de campanha no Pará, um encontro com povos da floresta, antes de seguir para São Luís, capital do Maranhão, onde fará campanha pela primeira vez no Nordeste neste ano, considerando o período oficial iniciado em agosto.

Na capital maranhense, Lula participará de um comício. Na quinta, durante comício em Belém, o ex-presidente criticou Bolsonaro por não ter incluído na proposta de Orçamento para o ano que vem, enviada por seu governo ao Congresso, a manutenção do Auxílio Brasil em 600 reais e a correção da tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF), promessas que o candidato à reeleição tem feito com frequência em sua campanha.

BOLSONARO EM FEIRA AGRÍCOLA

O presidente visita nesta sexta a feira agrícola Expointer, em Esteio, no Rio Grande do Sul, e deve aproveitar para permanecer no Estado ao menos até sábado para fazer campanha, incluindo a capital gaúcha.

Na quinta, o presidente afirmou em sua transmissão semanal nas redes sociais que pretende bancar a manutenção do Auxílio Brasil em 600 reais pela taxação de lucros e dividendos ou, caso a guerra na Ucrânia continue, com a manutenção do estado de emergência.

PRÓXIMAS PESQUISAS ELEITORAIS

Ipespe - 3 de setembro, sábado

BTG/FSB - 5 de setembro, segunda-feira

Ipec - 5 de setembro, segunda-feira

PoderData - 7 de setembro, quarta-feira

Genial/Quaest - 7 de setembro, quarta-feira

ÚLTIMAS PESQUISAS DIVULGADAS

DATAFOLHA

Divulgada em 1 de setembro

Margem de erro de 2 pontos percentuais

1º turno:

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) - 45%

Jair Bolsonaro (PL) - 32%

Ciro Gomes (PDT) - 9%

Simone Tebet (MDB) - 5%

Outros - 3%

Brancos, nulos - 4%

Não sabem - 2%

2º turno:

Lula (PT) - 53%

Bolsonaro (PL) - 38%

XP/IPESPE

Divulgada em 31 de agosto

Margem de erro de 2,2 pontos percentuais

1º turno:

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) - 43%

Jair Bolsonaro (PL) - 35%

Ciro Gomes (PDT) - 9%

Simone Tebet (MDB) - 5%

Outros - 1%

Brancos e nulos - 4%

Não sabem - 2%

2º turno:

Lula (PT) - 53%

Bolsonaro (PL) - 38%

PODERDATA

Divulgada em 31 de agosto

Margem de erro de 2 pontos percentuais

1º turno:

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) - 44%

Jair Bolsonaro (PL) - 36%

Ciro Gomes (PDT) - 8%

Simone Tebet (MDB) - 4%

Outros - 1%

Brancos e nulos - 3%

Não sabem - 2%

2º turno:

Lula (PT) - 50%

Bolsonaro (PL) - 41%

GENIAL/QUAEST

Divulgada em 31 de agosto

Margem de erro de 2 pontos percentuais

1º turno:

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) - 44%

Jair Bolsonaro (PL) - 32%

Ciro Gomes (PDT) - 8%

Simone Tebet (MDB) - 3%

Outros - 2%

Brancos e nulos - 5%

Não sabem - 6%

2º turno:

Lula (PT) - 51%

Bolsonaro (PL) - 37%

CNT/MDA

Divulgada em 30 de agosto

Margem de erro de 2,2 pontos percentuais

1º turno:

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) - 42,3%

Jair Bolsonaro (PL) - 34,1%

Ciro Gomes (PDT) - 7,3%

Simone Tebet (MDB) - 2,3%

Outros - 1,1%

Brancos e nulos - 5%

Não sabem - 7,8%

2º turno:

Lula (PT) - 50,1%

Bolsonaro (PL) - 38,8%

IPEC

Divulgada em 29 de agosto

Margem de erro de 2 pontos percentuais

1º turno:

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) - 44%

Jair Bolsonaro (PL) - 32%

Ciro Gomes (PDT) - 7%

Simone Tebet (MDB) - 3%

Outros - 1%

Brancos e nulos - 7%

Não sabem - 6%

2º turno:

Lula (PT) - 50%

Bolsonaro (PL) - 37%

BTG/FSB

Divulgada em 29 de agosto

Margem de erro de 2 pontos percentuais

1º turno:

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) - 43%

Jair Bolsonaro (PL) - 36%

Ciro Gomes (PDT) - 9%

Simone Tebet (MDB) - 4%

Outros - 2%

Branco/nulo/nenhum - 4%

Não sabem/não responderam - 3%

2º turno:

Lula (PT) - 52%

Bolsonaro (PL) - 39%

ATLASINTEL

Divulgada em 25 de agosto

Margem de erro de 1 ponto percentual

1º turno:

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) - 46,7%

Jair Bolsonaro (PL) - 38,3%

Ciro Gomes (PDT) - 6,4%

Simone Tebet (MDB) - 3,6%

Outros - 3,1%

Branco/nulo/indecisos - 1,9%

2º turno:

Lula (PT) - 51,8%

Bolsonaro (PL) - 40,8%

(Reportagem adicional de Fernando Cardoso)