PANORAMA ELEITORAL-Semana recheada de pesquisas começa com rescaldo de debate e expectativa por Ipec

Candidata do MDB à Presidência, Simone Tebet, durante debate entre presidenciáveis nos estúdios da Band TV em São Paulo

Por Eduardo Simões

SÃO PAULO (Reuters) - A segunda semana desde o início oficial da campanha eleitoral será recheada de pesquisas de intenção de voto para a Presidência da República, e começa com o rescaldo do primeiro debate entre os presidenciáveis no domingo, marcado pelo protagonismo feminino, que pode resultar em dificuldades para o presidente Jair Bolsonaro (PL), que já patina na intenção de voto entre as mulheres.

A segunda também será marcada pela divulgação, à noite, de nova pesquisa do Ipec, instituto formado por ex-integrantes do Ibope, e começou com divulgação da sondagem BTG/FSB, que apontou vantagem de 7 pontos percentuais do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sobre Bolsonaro no primeiro turno.

O dia começa também sem grandes movimentações nas agendas dos dois principais candidatos. Depois de desmarcar uma sabatina que daria à TV Jovem Pan nesta manhã, Bolsonaro tem previsto apenas o cumprimento de sua agenda oficial como presidente, que inclui cerimônia de entrega de cartas credenciais por novos embaixadores.

Lula, por sua vez, se reunirá pela manhã com deputados da União Europeia em um hotel em São Paulo, onde à tarde também receberá o jurista francês, Willian Bourdon, articulador do Manifesto Internacional de Juristas pela liberdade dele ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Veja abaixo os principais destaque do dia eleitoral.

PROTAGONISMO FEMININO

O primeiro debate entre presidenciáveis --promovido em pool pela Band TV, TV Cultura, Folha de S.Paulo e UOL-- mudou o foco dos ataques de Bolsonaro a Lula pelos escândalos de corrupção nos governos petistas para a maneira que o presidente trata as mulheres, depois que o candidato à reeleição ofendeu a jornalista Vera Magalhães ao comentar uma pergunta feita pela profissional da TV Cultura sobre vacinação.

O episódio, no qual Bolsonaro disse que a jornalista era "uma vergonha" e devia ter uma "paixão" por ele e "dormir pensando em mim", fez com que a candidata do MDB, Simone Tebet, saísse em defesa da apresentadora da TV Cultura e fosse também hostilizada pelo presidente.

Tebet acabou sendo o principal destaque do debate, que também teve um momento marcante da candidata do União Brasil, Soraya Thronicke, em defesa de Vera Magalhães. Lula, por sua vez, teve atuação tímida, preferindo elencar realizações de seus oito anos de governo em vez de partir também para o ataque contra Bolsonaro.

SEQUÊNCIA DE PESQUISAS

Entre esta segunda e o sábado, oito pesquisas eleitorais para a Presidência dos principais institutos devem chamar a atenção, com a largada na série de levantamentos dada nesta manhã com a BTG/FSB que mostrou Lula com 43% e Bolsonaro com 36% no primeiro turno.

Também nesta segunda, nova pesquisa Ipec deve ser divulgada no Jornal Nacional, da TV Globo, enquanto na terça o instituto MDA soltará sondagem encomendada pela Confederação Nacional do Transporte.

Na quarta serão três levantamentos: Genial/Quaest, PoderData e Ipespe, encomendada pela XP Investimentos. Uma nova pesquisa do Datafolha sairá na quinta no sábado será a vez de um novo levantamento do Ipespe, desta vez encomendado pelo próprio instituto.

PRÓXIMAS PESQUISAS ELEITORAIS

Ipec - 29 de agosto, segunda-feira

CNT/MDA - 30 de agosto, terça-feira

Genial/Quaest - 31 de agosto, quarta-feira

PoderData - 31 de agosto, quarta-feira

XP/Ipespe - 31 de agosto, quarta-feira

Datafolha - 1 de setembro, quinta-feira

Ipespe - 3 de setembro, sábado

ÚLTIMAS PESQUISAS DIVULGADAS

BTG/FSB

Divulgada em 29 de agosto

Margem de erro de 2 pontos percentuais

1º turno:

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) - 43%

Jair Bolsonaro (PL) - 36%

Ciro Gomes (PDT) - 9%

Simone Tebet (MDB) - 4%

Outros - 2%

Branco/nulo/nenhum - 4%

Não sabem/não responderam - 3%

2º turno:

Lula (PT) - 52%

Bolsonaro (PL) - 39%

ATLASINTEL

Divulgada em 25 de agosto

Margem de erro de 1 ponto percentual

1º turno:

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) - 46,7%

Jair Bolsonaro (PL) - 38,3%

Ciro Gomes (PDT) - 6,4%

Simone Tebet (MDB) - 3,6%

Outros - 3,1%

Branco/nulo/indecisos - 1,9%

2º turno:

Lula (PT) - 51,8%

Bolsonaro (PL) - 40,8%

DATAFOLHA

Divulgada em 18 de agosto

Margem de erro de 2 pontos percentuais

1º turno:

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) - 47%

Jair Bolsonaro (PL) - 32%

Ciro Gomes (PDT) - 7%

Simone Tebet (MDB) - 2%

Outros - 1%

Brancos, nulos - 6%

Não sabem - 2%

2º turno:

Lula (PT) - 54%

Bolsonaro (PL) - 37%

PODERDATA

Divulgada em 17 de agosto

Margem de erro de 2 pontos percentuais

1º turno:

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) - 44%

Jair Bolsonaro (PL) - 37%

Ciro Gomes (PDT) - 6%

Simone Tebet (MDB) - 4%

Outros - 1%

Brancos e nulos - 4%

Não sabem - 3%

2º turno:

Lula (PT) - 52%

Bolsonaro (PL) - 38%

GENIAL/QUAEST

Divulgada em 17 de agosto

Margem de erro de 2 pontos percentuais

1º turno:

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) - 45%

Jair Bolsonaro (PL) - 33%

Ciro Gomes (PDT) - 6%

Simone Tebet (MDB) - 3%

Outros - 0%

Brancos e nulos - 6%

Não sabem - 6%

2º turno:

Lula (PT) - 51%

Bolsonaro (PL) - 38%

IPEC

Divulgada em 15 de agosto

Margem de erro de 2 pontos percentuais

1º turno:

Luiz Inácio Lula da Silva (PT) - 44%

Jair Bolsonaro (PL) - 32%

Ciro Gomes (PDT) - 6%

Simone Tebet (MDB) - 2%

Outros - 1%

Brancos e nulos - 8%

Não sabem - 7%

2º turno:

Lula (PT) - 51%

Bolsonaro (PL) - 35%

(Reportagem adicional de Fernando Cardoso)