Papa abre consulta de dois anos sobre o futuro da Igreja Católica

·1 minuto de leitura

Por Philip Pullella

CIDADE DO VATICANO (Reuters) - O papa Francisco lançou neste domingo um processo mundial de consulta de dois anos que pode mudar a maneira como a Igreja Católica Romana toma decisões e deixar sua marca para muito além do fim do seu pontificado.

Proponentes encaram a iniciativa, chamada "Por uma Igreja Sinodal: Comunhão, Participação e Missão", como uma oportunidade de mudar as dinâmicas de poder da Igreja e dar mais voz a leigos católicos, como mulheres, e pessoas à margem da sociedade.

Conservadores afirmam que o processo em três etapas é uma perda de tempo, pode erodir a estrutura hierárquica da Igreja com 1,3 bilhão de membros e, no longo prazo, diluir a doutrina tradicional.

Em uma missa na Basílica de São Pedro, Francisco disse que os católicos deveriam manter a mente aberta durante o processo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos