Papa agradece Orban por receber ucranianos e é convidado a visitar a Hungria

·1 min de leitura

Por Philip Pullella

CIDADE DO VATICANO (Reuters) - O papa Francisco se encontrou com o primeiro-ministro nacionalista da Hungria, Viktor Orban, nesta quinta-feira, expressando gratidão por Budapeste receber refugiados ucranianos, e Orban convidou o papa a fazer uma visita de Estado à Hungria.

Orban, em sua primeira visita internacional desde que conquistou a quarta vitória consecutiva nas eleições neste mês, conversou com o papa em particular por cerca de 40 minutos na biblioteca do pontífice no Palácio Apostólico do Vaticano.

O Vaticano disse que não haveria declaração por se tratar de uma visita privada.

Um vídeo divulgado pela televisão do Vaticano mostrou o papa dando a Orban uma medalha de São Martinho de Tours, um santo francês do século IV que nasceu no que hoje é a Hungria.

A agência de refugiados da ONU (Acnur) diz que o número de pessoas que fogem da Ucrânia para escapar da invasão da Rússia ultrapassou 5 milhões na pior crise de refugiados da Europa desde o final da Segunda Guerra Mundial. Cerca de 625 mil refugiados chegaram à Hungria desde o início da guerra na Ucrânia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos