Papa celebra missa com cardeal destituído

·1 minuto de leitura
(Arquivo) O cardeal Angelo Becciu

O Papa Francisco celebrou nesta quinta-feira um ritual da Semana Santa particular com um cardeal que destituiu meses atrás, em um aparente gesto de reconciliação.

O cardeal Angelo Becciu foi destituído em setembro, depois que o Papa lhe comunicou que ele era acusado de desviar para seus irmãos dinheiro de obras de caridade da Santa Sé. Mas hoje Becciu recebeu a visita de Francisco, que celebrou uma missa na capela de seu apartamento, informou o cardeal em comunicado à imprensa.

Uma fonte do Vaticano disse que não podia comentar "compromissos particulares" do Papa, mas considerou que "um gesto fraterno assim, em um dia como a Quinta-Feira Santa, não parece raro".

Francisco não compareceu na tarde de hoje à cerimônia na basílica romana de São João que lembrou a Última Ceia de Jesus com seus apóstolos, que ficou a cargo do decano do Colégio de Cardeais, o italiano Giovanni Battista Re. Devido à pandemia, o público da missa foi restrito.

Angelo Becciu também foi envolvido em um caso de investimentos com prejuízo do Vaticano em Londres, mas sempre alegou inocência. Ele não foi formalmente acusado por nenhum crime.

aa/pvh/mm/lpt/jvb/gma/lb