Papa defende sogras, mas diz que elas devem 'ter cuidado com a língua'

RIO DE JANEIRO, RJ, BRASIL, 27-07-2013, 09h30: O papa Francisco celebra missa de envio em ato de encerramento da  Jornada Mundial da Juventude (JMJ), em Copacabana, no Rio de Janeiro, na manha deste domingo. (Foto: Daniel Marenco/Folhapress)
RIO DE JANEIRO, RJ, BRASIL, 27-07-2013, 09h30: O papa Francisco celebra missa de envio em ato de encerramento da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), em Copacabana, no Rio de Janeiro, na manha deste domingo. (Foto: Daniel Marenco/Folhapress)

GUARULHOS, SP (FOLHAPRESS) - Conhecido por discursos que pregam respeito mútuo entre familiares, o papa Francisco fez nesta quarta (27) uma defesa da figura das sogras durante audiência semanal na praça São Pedro, no Vaticano.

O pontífice pediu aos fiéis que deixem de lado estigmas em torno delas, mas também mandou um recado: "A vós, sogras, digo-vos: cuidado com a língua, porque a língua é um dos pecados mais terríveis das sogras".

Francisco falava sobre os preconceitos em torno da velhice quando abordou laços familiares entre noras ou genros e sogras. "Pensamos sempre na sogra como uma figura má, mas a sogra é a mãe do teu marido, da tua esposa", seguiu o papa na audiência geral.

Ele pediu que as pessoas deixem de lado a ideia de que quanto mais longe estiverem as sogras, melhor, e disse que uma das coisas mais belas na vida das avós é assistir de perto ao crescimento dos netos. "Pelo menos é preciso fazê-las felizes, para que levem a velhice em frente com felicidade", acrescentou.

"Que o Senhor nos ajude, fazendo isto, a crescer em harmonia nas famílias, aquela harmonia construtiva que vai dos idosos aos mais jovens, aquela ponte positiva que devemos preservar e conservar."

Esta não é a primeira vez que o pontífice fala das sogras, e tampouco são inéditos seus comentários --por vezes irônicos-- sobre os estigmas que rondam o tema. Em discurso durante turnê nos EUA dois anos após assumir o papado, disse: "As famílias brigam e, às vezes, pratos podem voar. Crianças dão dores de cabeça. Não vou falar das sogras."

Um ano antes, lembrou o jornal Times of Israel, Francisco havia feito comentário semelhante, daquela vez em Roma: "Todos sabemos que a família perfeita não existe. O marido perfeito não existe, e a esposa perfeita também não. Não vamos nem falar sobre sogras perfeitas".

O pontífice permaneceu sentado durante toda a audiência desta quarta e desculpou-se por isso, explicando que estava com dores no joelho que o obrigaram a cancelar compromissos nos últimos dias. "Este joelho demora a melhorar e não posso ficar de pé por muito tempo."

O papa argentino cancelou compromissos nesta terça (26) devido às dores e, na última sexta (22), realizou exames. Ele também havia cancelado eventos em fevereiro e março, mas chegou a viajar por dois dias a Malta.

Ao jornal argentino La Nación Francisco afirmou que rompeu um ligamento e que está tratando das dores com gelo e analgésicos. Ele disse ter sido informado de que o problema melhoria com o tempo, mas que o processo seria lento em sua idade --o papa tem 85 anos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos